sábado, 31 de maio de 2014

Um breve relato sobre a audiência pública sobre ensino de religião na ALERJ


Resistir à penetração vagarosa dos princípios islâmicos na nossa sociedade é dever de todos aqueles que amam a liberdade e os direitos humanos, independente de credo (incluíndo-se aí os ateus e agnósticos), de orientação sexual, e orientação política. A lei islâmica é muito clara  Sob o islão não existe liberdade de expressão e de culto, não existe igualdade entre muçulmanos e não muçulmanos, não existe igualdade entre os sexos, e não existe liberdade de orientação sexual. Para se comprovar isso, basta ver os países de maioria muçulmana, que aplicam a lei islâmica (sharia) em diversos níveis, basta ver os guetos islâmicos na Europa, basta ver os tribunais islâmicos em operação na Grã-Bretanha.  

(leitura adicional: exemplos da islamização do Brasil)

A audiência pública que nos referimos no artigo Mais uma tentativa de obrigar o ensino do islamismo nas escolas, deste vez no Rio de Janeiro ocorreu ontem, sexta-feira, 30 de maio.

Alguns detalhes sobre esta reunião emergem, e são listados abaixo. Aguardem mais atualizações à medida que elas surjam.

  1. Uma sala repleta de políticos, representantes de ONGs e pessoas individuais, além de jornalistas e fotógrafos. 
  2. Um grupo de bravos "lutadores da liberdade e do ensino laico" se fizeram presentes, empunhando cartazes que diziam dentre outras coisas "não queremos ensino islâmico nas escolas", "lei islâmica (Sharia) é contra os direitos das mulheres, liberdade de culto, tolerância religiosa, um não muçulmano não possui igualdade em países islâmicos". 
  3. A reação dos presentes foi positiva com respeito à presença destes "lutadores da liberdade" e tiraram fotos e vieram conversar e dar apoio, inclusive representantes de ONGs e grupos minoritários que fazem parte do Brasil e de sua história. 
  4. Este fato é muito importante, porque reforça o aspecto que a maioria é contra a intolerância intrínsica à Sharia. Isto também mostra que sim é possível resistir à Sharia e a Jihad  
  5. Apenas 3 muçulmanos puderam ser identificados e ficaram sentados, talvez intimidados pela reação expontânea positiva da audiência em prol dos "lutadores da liberdade."



A nossa sociedade pode ser imperfeita, no sentido de que temos problemas terríveis. Porém os problemas não vêm das suas fundações, baseadas na liberdade, igualdade e livre escolha. Destruir estes fundamentos, aceitando os fundamentos islâmicos de submissão e intolerância contra tudo o que não for islâmico, seria um erro terrível e não resolve nenhum dos problemas que temos. 

As lições de ontem

A melhor liçao de ontem é que NÃO ESTAMOS SÓS. Somos a maioria e não iremos nos deixar iludir e nem que nos intimidem. Precisamos ter coragem de fazer o que deve ser feito, ou seja, impor os nossos padrões, que sem dúvida são os melhores, e não aceitar padrões alienígenas retrógrados e intolerantes. Neste caso, vale a frase de Winston Churchill: 
Se você não lutar por aquilo que é o correto quando você pode vencer facilmente e sem derramamento de sangue; se você não lutar quando sua vitória é certa e não muito cara; você pode se ver defronte a um momento no qual você terá que lutar com todas as probabilidades contra você e com apenas uma chance precária de sobrevivência. Pode até haver um caso pior. Você pode ter que lutar quando não há esperança alguma de vitória, porque é melhor morrer do que viver como escravo.
O que esperar no futuro

É bom nos conscientizarmos que esta guerra é eterna, pois o islão apenas irá parar quando toda a Terra for governada pela Sharia. E existe uma rede internacional que dá apoio à tentativa de islamização do Brasil. 

O que acontece é que os maometanos que estão penetrando na nossa sociedade sabem que eles não vão ter uma avenida livre à sua frente. A reação deles, porém será a mesma que vem sendo aplicada na Europa. Se não, vejamos:
  1. Se alinhar com políticos e empresários inescrupulosos
  2. Tentar vender uma imagem de serem vítimas
  3. Tentar intimidar, seja através de acusações de racismo, islamofobia ou através de ações na justiça.
  4. Tentar propagar uma imagem falsa de tolerância e mesmo tentar obsfucar o que determina a lei islâmica.
  5. Tentar inserir normas e comportamentos islâmicos halal (permitidos) na nossa sociedade, por exemplo, a comida halal e o abate de animais seguindo o ritual islâmico halal. 
A única chance que os muçulmanos ortodoxos têm para impor a lei islâmica é aumentando o número de muçulmanos, seja por conversão, seja por imigração. Lembre-se da lei dos números do islão.

Mas lembre-se que temos a Constituição ao nosso favor e quanto mais livre o fluxo de idéias mais exposto o islamismo se torna (não é por outro motivo que a Organização da Cooperação Islâmica deseja criminalizar, à nível internacional, toda a crítica ao islão). 

E, para quem ainda tem dúvida que os muçulmanos desejam a sharia, espero que este vídeo abaixo sirva para esclarecer esta dúvida. 





quinta-feira, 29 de maio de 2014

Mais uma tentativa de obrigar o ensino do islamismo nas escolas, desta vez no Rio de Janeiro


Se você puder comparecer a esta “audiência pública” sobre o ensino religioso nas rede de educação pública, na Assembléia Legislativado Estado do Rio, por favor o faça. Precisamos defender o ensino laico! A escola não é lugar para propaganda religiosa! Faça ouvir a sua voz! 
A audiência acontece amanhã, dia 30 de maio de 2014, 14 horas, na sala 316 do Palácio Tiradentes (ALERJ).

(leia adicional: exemplos da islamização do Brasil)

Interessante que esta “audiência pública” tenha vindo à tona na mesma semana que eu escreví sobre a obrigatoriedade do ensino do islamismo na rede primária e fundamental de ensino. Na verdade, de público não existe nada porque para descobri-la foi preciso cavar fundo. Parece mais uma “audiência secreta”, aberta apenas para alguns grupos de interesses.

Então, o que diz a chamada?
Em parceria com o Grupo de Pesquisa Ilé Obà Oyò, da UERJ, o ISER (Instituto de Estudos da Religião) e o Olé (Observatório da Laicidade na Educação), a Comissão de Combate e Discriminação de Raça, Cor, Etnias, Religião e Procedências Nacionais da ALERJ convoca a todos e todas para uma audiência pública sobre O ENSINO RELIGIOSO NO RIO DE JANEIRO.

Quem está a par desta “audiência pública”? Certamente grupos islâmicos, como atesta esta imagem abaixo oriunda do Canal Islam Brasil, capturada ontem à tarde. Ela mostra a convocação da comunidade muçulmana para comparecer à audiência, e, claro, exercer pressão. Veja que já haviam 183 muçulmanos confirmando a presença!




Mas o ensino deve ser laico, certo? Bem, parece que existem pessoas que pensam que o ensino deve ser laico apenas para alguns grupos religiosos, porém para outros a lavagem cerebral deve começar na escola!

Onde estão os ateus e agnósticos para defenderem a bandeira a laicidade?

No artigo obrigatoriedade do ensino do islamismo na rede primária e fundamental de ensino eu havia comentado que aparentemente o PL 1780/2011, proposto por alguns deputados federais pseudo-progressistas, havia sido arquivado (na verdade, foi retirado pelo autor). No requerimento de retirada, diz-se que “se faz necessário promover um amplo debate com o conjunto da sociedade.” Ou seja, na impossibilidade de alterar as diretrizes e bases da educação nacional, algo que precisaria do apoio da maioria do Congresso, a estratégia de obrigar o ensino do islamismo passa a ser pela “porta dos fundos.”  

De modo que esta “audiência pública” é parte do jogo.

Mas como implementar esta grande estratégia?

Uma tática é se alinhar com os movimentos negros ou com outras religiões (ou seitas dependendo de como você as vê) como candomblé, macumba, etc, para pedir tratamento especial (neste caso, sem qualquer justificativa histórica), se dizendo ser uma “raça” (mas que raça é o islão?) ou uma religião “minoritária e perseguida” (sem mencionar, claro que 57 países no mundo implementam a lei islâmica de um modo ou de outro), e que as minorias (não-muçulmanos) nestes países são perseguidas.

Uma outra tática seria incentivar a Igreja Católica e os evangélicos e pegar “uma carona” com eles.

Uma terceira é simplesmente é se fazer de vítima, alegar que o islão é mal-compreendido (escondendo o que a Sharia prescreve para as mulheres, gays e não-muçulmamos), ou que existe uma “campanha midiática” contra o islão (sem dizer que a OIC deseja criminalizar, a nível mundial, qualquer análise crítica ao islão), ou se dizer contra o “imperialismo” (sem olhar para a história de imperialismo islâmico e aniquilação de civlizações).

Eu pergunto:

Vocês conhecem a fundo o islão?
Vocês sabem o que é Jihad?
Vocês sabem o que é Sharia?
Vocês sabem que além de ser uma “religião” o islã é toda uma ideologia de vida, que compreende todos aspectos de vida, social, política, etc?

Porque devemos implantar uma ideologia que não faz parte de nossa cultura em detrimento de nossos valores baseados na liberdade e livre-escolha?

A estratégia de islamização passa por um trabalho de natureza política. E, quando a narrativa distorcida e propagandística chega a ouvidos de pessoas que colocam ideologia à frente dos fatos, o campo de ação fica livre.

Vejamos dois exemplos.

Primeiro exemplo, matéria de site jihadista, em inglês, sobre o encontro de representantes muçulmanos aqui no Brasil com a Ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário. Ela, que deve representar e defender os direitos humanos, está aparentemente dando apoio a uma ideologia que repulsa as liberdades e os direitos humanos.
“Conheci hoje cedo a ministra de Direitos Humanos, a Sra. Maria do Rosário Nunes, em seu escritório na capital brasileira, Brasília. Eu dividi com ela os detalhes da nossa campanha MyJihad, e os nossos planos para a implantação no Brasil. Ela fez inúmeras perguntas inteligentes, dando à nossa equipe da "MinhaJihad Brasil" o dobro do tempo previsto e programado, expressando seu apoio, e chamando a nossa campanha de "uma campanha brilhante.”
Agora, vem a parte para o público externo
“Estamos ampliando o nosso alcance para longe e para perto, em uma estratégia inovadora para combater a islamofobia e o extremismo, e colocar os muçulmanos tradicionais na direção de como eles e sua fé são percebidos. Faça Dua para nós e obrigado pelo seu apoio para o nosso esforço de quebrar estereótipos, desafiar tabus, e promover a tolerância e a compreensão mundial. ~ Ahmed Rehab, Fundador da MyJihad, Inc.'''
Vale sempre a pergunta. Se o Senhor Ahmed Rehab está mesmo interessado em “quebrar tabus” e “promover a tolerância” porque ele não começa lavanda a sua roupa suja em casa? Por exemplo, combatendo a conceito de “morte para os muçulmanos que deixam o islão” e o preceito corânico de que o marido pode repreender (espancar) a “esposa rebelde”? Ou talvez, tentar alterar o que a lei islâmica diz ser o papel do Califa.

Puxa, existem tantas coisas onde o islão é tão “mal-entendido” (sarcasmo)

PS. Ahmed Rehab é um membro da CAIR, o Council of American Islamic Relations, que é um dos braços da Irmandade Muçulmana nos EUA.

Mais tarde, ainda durante a sua visita ao Brasil, este senhor Ahmed Rehab se encontrou com dois deputados estaduais no RS, Paulinho Odé e Nelsinho Metalúrgico. Na foto, um deles de mãos dadas com Ahmed Rehab (Facebook). Será que estes deputados sabem que o islamismo é anti-socialista?

 

E ele ainda se encontrou com Tamara Biolo, diretora de direitos humanos do Rio Grande do Sul. No texto, diz-se que ela “ofereceu o apoio para a campanha Minha Jihad Brasil a ocorrer no seu estado” (Facebook).


O que é esta campanha “My Jihad”?

Esta campanha “my Jihad” (minha jihad) é feita nos Estados Unidos e pretende difundir a idéia de que Jihad é apenas uma luta interior para visando se tornar uma pessoa melhor, tipo, perder peso, ou fazer ginástica, ou tomar conta do filho. Na verdade, Jihad possui dois sentidos, um interior (porém com pouco peso por ser muito pouco mencionada no Alcorão), e um exterior, que tem um significado violento (e é preponderante no Alcorão). Eu exploro este aspecto no artigo Jihad, como definida pela lei islâmica.

Este jogo duplo, de mentir ou obfuscar a realidade de modo a beneficiar o islão, é parte da ideologia (doutrina) islâmica e tem um nome: TAQUIA (leia mais sobre taquia neste link).

O fato que organizações islâmicas internacionais estejam planejando fazer esta campanha no Brasil indica apenas uma coisa: o Brasil entrou definitivamente na mira da islamização. Este é um problema sem retorno. Não adianta olhar para o outro lado que ele não irão embora.

E, lembre-se a lei dos números do islão:
1. Quando em minoria dizem “nós somos da religião da paz”
2. Quando em minoria significante, eles exigem tratamento especial
3. Quando em maioria, eles impõem a lei islâmica.

E lembre-se também que os muçulmanos desejam a implementação da Sharia onde quer que eles vivam.




segunda-feira, 26 de maio de 2014

Imposição do Ensino Obrigatório do islamismo no Brasil


Uma tentativa de impor a propaganda (travestida de ensino) do islamismo nas escolas primárias e secundárias no Brasil é consistente com o esforço de islamização que acontece em diversos outros países. É assustador verficarmos que deputados federais, que se dizem defensores dos direitos dos homosexuais, contrários à religião, e promotores de um estado laico, sugeriram uma legislação que, se aprovada, irá promover uma religião em detrimento das demais, e justamente sobre a parcela da sociedade mais indefesa, as crianças.

(leitura adicional: exemplos da islamização do Brasil)

O que o deputado federal Jean Willys, um auto-proclamado defensor dos direitos dos homosexuais, tem a ganhar ao promover uma ideologia que é totalmente anti-homosexual?

O que o deputado federal Jean Willys, um auto-proclamado ateísta e crítico de religião, tem a ganhar  ao promover uma religião particular em detrimento das demais?

E, porque deputados que defendem um ESTADO LAICO desejam quebrá-lo ao dar tratemento preferencial a uma religião em particular?

Estas perguntas, que retratam claramente contradições internas, passam pela minha cabeça ao deparar com o Projeto de Lei (PL) No. 1780/2011, que propõe a obrigatoriedade do ensino do islamismo na rede de ensino fundamental e médio no Brasil.

Sobre o PL No. 1780/2011

O texto deste PL pode ser encontrado no site do Congresso (aqui e aqui). Ele foi proposto, em 2011, pelo deputado Miguel Correia (PT) e Carlos Alberto (PMN) e subscritos pelos deputados Jean Willys (PSOL), Luiz Tibê (PT do B), Edson Santos (PT) e Reginaldo Lopes (PT).

Em sua essência, este PL tornaria OBRIGATÓRIO o ensino do islamismo na rede de ensino fundamental e médio no Brasil. Se este PL for aprovado, o Estado passaria a ser promotor de uma religião em detrimento de todas as demais, pois não existe obrigatoriedade alguma em se ensinar religião, qualquer que seja, nas escolas do ensino público.

Se aprovado, esta lei irá quebrar o secularismo que o Estado deve promover.

Mas, porque estes deputados defendem a quebra do secularismo do Estado brasileiro?

O arrazoado do PL é um festival de sandice, pois nele se misturam fatos mal-contados e ideologia tortuosa. Menciona-se o Jihadista de Realengo como um exemplo de falta de entendimento do islamismo, quando ele mesmo afirmou sua motivação antes da chacina. Menciona-se a necessidade de promover a inclusão racial, quando o fato é que o islão não é uma raça. Menciona-se que o PL é consequência da consulta com minorias, quando na verdade se mistura demandas históricas com algo inexistente na história do Brasil.

Porque este projeto é um ERRO

Este Projeto de Lei (PL) quebra o carácter secular do ensino fundamental e médio no Brasil ao tornar obrigatório o ensino da “cultura árabe e tradição islâmica.” A fazer isso, o Estado brasileiro, com o intuito de evitar um problema que não existe no Brasil, passaria a ser promotor de uma religião ao mesmo tempo em que não existe promoção similar para nenhuma outra religião. O Ensino de uma religião no ensino fundamental e médio, qualquer que seja, quebra o secularismo que o Estado deve defender, e se contrapõe ao espírito da Constituição do Brasil.

No arrazoado do projeto, os proponentes do mesmo justificam o ensino obrigatório do islamismo nas escolas como uma forma de prevenir “bullying” e homofobia. Na verdade, prevenir “bullying” e homofobia pode ser feito sem a necessidade de se promover uma religião em particular, como é a intenção desta PL.

No arrazoado do projeto, os proponentes do mesmo justificam um tratamento preferencial à “história árabe” como uma forma de reconhecer eventuais contribuições da mesma. Na verdade, o ensino de história deve pertencer a disciplina História, e que a mesma deve cobrir todas as contribuições oriundas das diversas civilizações, por exemplo, da chinesa, da japonesa, da indú, da budista, da ocidental, da africana negra, da judáica, e sim, também da árabe, mas para tal não existe a necessidade de um tratamento preferencial ou obrigatório para nenhuma delas, como é a intenção desta PL.  

O Brasil é oficialmente um Estado laico, pois a Constituição Brasileira e outras legislações preveem a liberdade de crença religiosa aos cidadãos, além de proteção e respeito às manifestações religiosas.
No artigo 5º da Constituição Brasileira (1988) está escrito:
“VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;”
Veja o Art. 19:
É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:
I- estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público;

A laicidade do Estado pressupõe a não intervenção da Igreja no Estado, e um aspecto que contraria essa postura é o ensino religioso nas escolas públicas brasileiras. Não existe nenhum princípio maior que justifique o ensino de uma religião e não o de outra. Não existe direito indisponivel, função social, soberania nacional ou qualquer outro desses princípios que possam abarcar esse PL.

O estágio atual deste PL

Aparentemente, este PL foi arquivado. Consultando o site do Congresso pode-se ver isso aqui.

Contudo, o precedente existe. Sabemos agora que existem deputados dispostos a destruir o estado laico brasileiro. Sabemos que existem deputados dispostos a favorecer um grupo religiosos em detrimento dos outros. Sabemos que existem deputados que, ao invés de defendê-la, estão dispostos a rasgar a nossa Constituição.

Porque?

E como enquadrar esta iniciativa com o que se passa no resto do mundo?

Ao redor do mundo, verifica-se uma tentiva semelhante, a de grupos islâmicos de se infiltrarem nas escolas e distritos de educação para empurrar uma narrativa falsa e propagandista to islão. Enquanto que outras religiões são criticadas, o islamismo é glorificado. Não-muçulmanos apoiam estas iniciativa por vários motivos:
(a) ódio a sua civilização: isso é mais prominente no Ocidente, pois existe uma propaganda negativa com respeito à civilização ocidental, inclusive nas escolas.
(b) ódio ao cristianismo: existem pessoas que odeiam tanto o cristianismo que acham que promovendo uma religião/ideologia antagônica eles estão avançando a sua causa, quando na verdade, estão trocando um buraco de rua por um precipício.
(c) por ideologia: neste caso, se inclui a chamada “esquerda revolucionária” que acha que promover o islamismo é pagar uma dívida histórica para com uma “minoria” reprimida e explorada (sem sequer se darem ao trabalho de verificar que o islamismo é repressor, expansionista e imperialista, bem como anti-socialista).
(d) por interesses econômicos:  neste caso se inclui os capitalistas que são capazes de vender a própria mãe se isso trouxer lucro para eles.  

Agora, vejamos alguns exemplos:

Infiltração no Currículo Comum dos EUA
Os Estados Unidos possuem um currículo comum dos assuntos básicos (commom core) que os alunos das escolas públicas têm que serem expostos.  E existem diversos registros de exageros e propaganda islâmica sendo introduzida neste currículo comum. Esta infiltração inclui a introdução e uso compulsório de livros-textos totalmente tendenciosos, pois eles contém narrativas falsas e meias-verdade. Nestes livros-textos encontram-se coisas como:
(a) crítica incansável ao cristianismo e judaísmo, e glorificação do islamismo;
(b) quantidade de texto excessivamente maior para tratar do islamismo do que qualquer outra religião (isso se alguma menção a outras religiões existem);
(c) afirmações do tipo “Maomé recebeu as revelações do anjo Gabriel” ao invés de “muçulmanos acreditam que Maomé recebeu as revelações do anjo Gabriel”, que implicam na aceitação da narrativa islâmica. O mesmo tratamento não existe para as demais religiões.
(d) referências à chamada da “Casa da Sabedoria” do islão, quando na verdade foram os persas sassânidas quem criaram esta Casa da Sabedoria, séculos antes das invasões jihadistas islâmicas árabes que conquistaram a Pérsia, sendo que a Casa da Sabedoria foi destruída quando da codificação do Alcorão e dos Hadices, e da própria sharia, com a consequente morte do princípio científico da “causa e consequência” em prol do princípio “dualista” anti-científico do islão. 
(e) glorificação do islamismo como inventor de coisas que já existiam descobertas por gregos, romanos, indús, chineses, ... (por exemplo, o zero, que é uma invenção da Índia; o compasso, que veio da China; a álgebra, original dos gregos e hindús).
(f) a exposição da “Idade de Ouro” do islamismo em contra-partida ao “obscurantismo cristão” na Idade Média, quando na verdade a civilização greco-romana clássica foi preservada pelo Império Romano do Oriente (Império Bizantino) e a Idade Média na Europa foi uma época de intensa atividade intelectual.
(g) propaganda da narrativa islâmica de que o islamismo é sempre vítima, sem mencionar os 1400 anos de jihad islâmica.
(h) propaganda da narrativa islâmica de que as cruzadas foram um ataque europeu sem provocação, sem se mencionar os 400 anos de jihad islâmica e imperialismo árabe que predeceram as cruzadas.
(i) propaganda da narrativa islâmica de que o islamismo promove "justiça racial e social" sem discussão sobre o escravagismo islâmico (que acontece ainda hoje) e sobre o status de cidadões de segunda-class dos não-muçulmanos que vivem sob a lei islâmica (dhimitude). 

O problema é muito sério e associações de pais e escritores dos mais diversos têm reclamado e denunciado o Common Core, bem como a pressão de grupos islâmicos para a adoção de comida halal nas escolas (aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui). Mas a política oficial do governo do presidente Obama parece mesmo ser a de enfiar o islão goela abaixo da população (lei mais sobre isso adiante).

"Trabalho Escolar" das crianças americanas: aprender a rezar estilo islâmico. É o governo estadounidense rasgando a sua própria constituição

Operação “Cavalo de Tróia” na Grã-Bretanha
O governo Britânico está investigando uma denúncia de que existe um esforço concentrado por parte de organizações islâmicas de tormarem conta das escolas, trocando os diretores e professores de escolas públicas em bairros de concentração de muçulmanos por diretores e professores que administrem as escolas seguindo regras estritamente islâmicas, criando deste modo um sistem duplo de ensino. Este plano tem um nome: Operação Cavalo de Tróia (Gatestone institute).

Adoção da comida halal
Os pais de filhos não-muçulmanos já a algum tempo têm reclamado dos distritos educacionais por adotarem comida halal, muitas vezes sem o consentimento dos pais ou mesmo sem que ninguém soubesse disso (Daily Mail).

Negar o Holocausto e distorcer a História para não ofender os muçulmanos
Tem sido comum nos países da Europa Ocidental de se deixar de mencionar o Holocausto nas aulas de História porque a menção a este fato histórico “ofende” os muçulmanos. E também o ensino de eventos da história, como as cruzadas, são evitados porque as lições nas salas de aula contradizem o que as crianças muçulmanas aprendem nas mesquitas (Daily Mail). 

Denúncia na Alemanha
Pelo menos 25 escolas na cidade alemã de Hamburgo foram infiltradas por salafistas, e por outros grupos fundamentalistas, mas o Partido Social-Democrata, que governa a região e que é comprometido com o multiculturalismo, se recusa a tomar providências. O resultado é que mais alunos estão abraçando o islamismo radical e tomando como ídolos os jihadistas na Síria (Gatestone Institute).

Oração nas escolas, sendo usadas como mesquitas; visitas a mesquitas; "seja muçulmano por um dia"
O trabalho de islamização é tamanho que escolas têm sido usadas como mesquitas, ou seja, espaço têm sido dado para as orações islâmicas (mas apenas para elas). Isso tem acontecido, por exemplo, no Canadá (Ottawa Sun).  Existem também as visitas a mesquitas e os trabalhos escolares, ambos que obrigam os estudantes a rezarem e se comportarem como muçulmanos (Daily Mail, Daily Mail, American Thinker, Examiner). Se as crianças não participarem destas atividades elas são chamadas de racistas (Daily Mail), ou recebem zero se os seus trabalhos escolares não glorificarem o islão (CP).


Formação de getos no sistema escolar da França
Um documento confidencial da inteligência, que vazou para o jornal francês Le Figaro, diz que uma forma de guetização muçulmano está a ganhar terreno dentro do sistema escolar francês. O relatório diz que os estudantes muçulmanos estão, efetivamente, estabelecendo uma sociedade paralela islâmica completamente desligada de estudantes não- muçulmanos. O documento de 15 páginas, datada de 28 de novembro de 2013, inclui 70 exemplos do véu em playgrounds escolares, refeições halal nas cantinas, absenteísmo crônico durante os festivais religiosos muçulmanos, orações clandestinas em ginásios ou corredores - da tendência em islamizar as escolas em toda a França. O documento diz que os muçulmanos estão engajados em uma "guerra de atrito", destinada a "desestabilizar o corpo docente." Acrescenta que os fundamentalistas islâmicos estão a evadir a lei que proíbe símbolos religiosos nas escolas, e que os auto-proclamados "jovens guardiões da ortodoxia" em muitas escolas estão exercendo pressão sobre as meninas muçulmanas. "Durante os feriados muçulmanos , especialmente durante o Eid-el-Kebir [ Eid el-Adha ], as aulas são abandonados pelos estudantes", com o absentismo beirando 90% em certas partes do Nîmes e Toulouse. Um diretor de escola em um bairro do norte de Marselha disse que alguns de seus alunos oram com tal zelo que suas testas ficam lesionadas.

Noruega
Na Noruega, o Ministério da Educação aprovou um plano controverso para lançar a primeira escola primária do país 100% muçulmana, em Oslo. A escola será gerida pela Associação de Mães Muçulmanas, que querem ensinar seus alunos valores árabes e islâmicos, bem como os temas padrão no currículo. Um curso padrão em Religião, Filosofia e Ética seria substituído pelo Islã, Religião e Filosofia. A escola pretende ter 200 alunos, e será instalada na zona leste de Oslo, o lar de muitos "imigrantes." Tanto a oposição do Partido Trabalhista da Noruega e do Partido do Progresso, que fazem parte da coalizão governamental, manifestaram oposição ao plano (The Local).

Porque se preocupar

Mas José, porque esta preocupação toda? Em primeiro lugar, por causa da lei dos números do islão*. Em segundo lugar, por que dentre os novos conversos, a maioria deles se torna um radical fanático fundamentalista (alguns deles inclusive tornam-se jihadistas na Somália e na Síria) (Gatestone Institute), ou seja, passa a ter como objetivo primordial a implementação da lei islâmica, quer por meios pacíficos ou não. 

* Lei dos Números:
(a) Quando em minoria dizem "Nós somos da Religião da Paz"
(b) Quando em minoria significante, eles exigem tratamento especial
(c) Quando em maioria, eles exigem a Sharia (lei islâmica)

Mas José, porque você se procupa tanto com a Esquerda. Resposta: porque eu sou de Esquerda, e eu acho um tremendo erro da Esquerda apoioar uma ideologia anti-socialista e anti-democrática como o islamismo.

De mãos dadas com o “imperialismo estado-unidense”?

O mais irônico é que estes deputados, que em sua maioria se auto-intitulam como “de Esquerda” e se dizem combaterem o “imperialismo americano” se aliam a ele, porque os EUA vêm financiando o ensino do islamismo ao redor do mundo e promovendo redes entre muçulmanos. Ou seja, os EUA estão promovendo a islamização. Curioso ver então a “esquerda revolucionária” aliada com aqueles contra os quais ela se diz ser contra.

Vejamos alguns exemplos que indicam o nível de esforço dos EUA promoção da islamização a nível escolar.

NASA
Você sabia que o presidente Obama deu instruções para a NASA fazer um trabalho para aumentar a auto-estima dos muçulmanos?  (Telegraph; Fox) Mas, e os budistas? E os hindús? E os cristãos? E os judeus? E os ateístas? E os agnóstics? Não, apenas a auto-estima dos muçulmanos.

EUA promovem o islão na Europa
A embaixada americana em Praga está a financiar um novo projeto que visa promover o islão nas escolas públicas primárias e secundárias em toda a República Tcheca (Gatestone). Além disso, os EUA vem promovendo seminários e atividades das mais diversas em vários outros países europeus, a tal ponto da França reclamar que os EUA estão se metendo em assuntos internos franceses (Gatestone). Além disso, os EUA estão também financiando a reparação de mesquitas ao redor do mundo (IslamToday; Washington Times).   

Ateístas e gays também são kafirs, as piores das criaturas

Estes deputados, teóricamente ateus e gays, precisam compreender que eles são infiéis do mesmo jeito que todos os demais ateus e gays, além dos cristãos e heterosexuais. Todos os não-muçulmanos são kafir, um termo terrívelmente ofensivo porque o Alcorão explicitamente diz que os kufar (plural de kafir) são as mais desprezíveis das criaturas. Segundo o livro sagrado do islão, nada existe neste mundo pior do que um kafir.

Na verdade, todos os kafir deveriam se unir, porque estamos todos na mira-de-tiro do islão.



Um vídeo de Pat Condel, um ateu que reconhece o perigo islâmico

Já que estamos de certo modo tratando de postura contraditória de deputados ateistas e homosexuais, um comentário. Eu acho intrigante quando eu encontro um ateista ou um homosexual que defende o islão. Seria algo similar a uma feminista que defenda o islão. Como é possível um ateu e um homosexual (e uma feminista também) defender uma ideologia que os quer mortos ou subjugados? Felizmente, pelo menos do meu ponto-de-vista pessoal, a maioria dos ateus e homosexuais sabem discernir bem os seus alidados e os seus adversários e se opõem ao islão. Vamos torcer para que mais ateus a homosexuais abram os seus olhos frente ao perigo que o islão representa para eles (e para todos nós, kafirs).

Para terminar, um vídeo de um ateísta inglês, Pat Condel. Ele é consistente ao ser crítico a todas as religiões. Mas ele compreende que o islão está em uma categoria particular devido a sua intolerância e ódio mortal a tudo e a todos que não forem islâmicos.



O que fazer?

Faça a sua parte: repasse este artigo. Converse com os seus parentes e amigos. Alerte os seus representantes políticos. Quanto mais tivermos consciência dos perigos que temos à nossa frente, menor a chance de sermos vítimas deles.

Leituras complementares




Islamização do Brasil - Exemplos


Se você não lutar por aquilo que é o correto quando você pode vencer facilmente e sem derramamento de sangue; se você não lutar quando sua vitória é certa e não muito cara; você pode se ver defronte a um momento no qual você terá que lutar com todas as probabilidades contra você e com apenas uma chance precária de sobrevivência. Pode até haver um caso piorVocê pode ter que lutar quando não há esperança alguma de vitória, porque é melhor morrer do que viver como escravo.
-- Winston Churchill
O Brasil está na mira, e os islamistas já estão atuando no Brasil. Vejamos alguns exemplos, sendo atualizados aos poucos. 


Enquanto dormimos o Brasil se islamiza: Leia o artigo clicando aqui.

Atualização em setembro de 2017

O Irã ilusório que Glória Maria (Rede Globo) mostrou e a realidade dos fatos
Leia o artigo neste link.

Banco Santander abriga exposição que promove pedofilia, sexualização precoce das crianças e denigre o cristianismo
Boicotem o Banco Santander. Destruir as bases da nossa civilização é uma forma de facilitar a penetração do islamismo. E, claro, o Santander NUNCA abrigaria uma exposição que uma análise crítica do Islã. (Facebook)

Muçulmana ameaça processar o grupo Ecoando a Vóz dos Mártires por denunciar a perseguição dos cristãos no mundo islâmico
Isso aí é aplicação do Alcorão 8:60 : "Preparai para eles toda a força que você puder, em armas e cavalos de guerra,  para aterrorizar o inimigo de Alá e seu inimigo."
É claro que processar por citar fatos que ocorrem em outras partes do mundo é perda de tempo, e ela sabe disso.
O curioso foi ela ter citado o "Sher Rodrigo." Será que ela se refere ao xeique Rodrigo Rodrigues, da Mesquita do Parí, que estudou na Arábia Saudita e é amigo do wahabista Al-Arifi? E que ele fez comentários deselegantes contra a líder do grupo? Mas, neste caso, quem deveria ser processado?



Atualização em maio de 2017


Atualização em abril de 2017



Atualização em março de 2017


Autorizada a emissão de documentos de identidade para mulheres usando o véu islâmico
O Brasil se rende sem que existe demanda para tal (noticiasUOL).

Brasil, colônia islâmica: governo avança cooperação militar com Emirados Árabes e Arábia Saudita
O Brasil está se tornando uma colônia islâmica muito rápido. Colaboração na área militar e estratégica com um país lá longe, com o qual não temos nada em comum, e ainda dizendo que iremos aprender sobre experiência das forças armadas dos Emirados? Não seria melhor ir na fonte, ou seja, os EUA? E que experiência militar os Emirados possuem? E a notícia ainda diz que o ministro da defesa pretende receber os árabes em academias militares brasileiras. Lamento informar, mas isso é uma política de infiltração, dentro de um processo de islamização das forças armadas brasileiras. As forças armadas é o último baluarte que nos resta. (Sociedade Militar)

Brasil e Emirados Árabes Unidos assinam acordo para isenção de visto.
POR QUE? (Jovem Pan)

Descoberta uma rota para a circulação de militantes islâmicos desde o Brasil até a América Central com a anuência da Venezuela
As autoridades de vários países sulamericanos foram alertadas para a existência de uma rota utilizada por prováveis extremistas islâmicos cuja passagem pela Venezuela foi documentada. Esses indivíduos em trânsito chegam por aeroportos internacionais no Brasil; e após um tempo, têm como destino a fronteira com a Venezuela, país que usam como acesso para chegar à Colômbia e, na sequência, provavelmente seguir a sua rota para a América Central e até mesmo os Estados Unidos. (Terça Livre)

A esquerda e seu caso de amor com o terrorismo islâmico internacional


Xeique Xiíta afirma conexão com Irã e acusa sunitas no Brasil de radicalizarem seus conversos

Muçulmanos no Brasil querem fim do judaísmo e cristianismo
É preciso ver o islamismo pelo que ele é, e não pelo que se gostaria que ele fosse. Quer saber como é o islamismo? Basta olhar como é o tratamento das minorias nos países de maioria populacional muçulmana. (Rodrigo Constantino)

"Muçulmanos brasileiros estão se radicalizando
Rodrigo Jalloul, clérigo xiita denuncia: "Existe pregação radical no Brasil"
Alguns xeques erram em focar muito a política e pouco a religião. Eles dizem abertamente que os xiitas são hereges e malditos. Os brasileiros que se convertem não conhecem a história da religião e acabam caindo nessa farsa. A radicalização dos muçulmanos brasileiros deve-se ao excesso de informação disponível, mas sem um filtro adequado. Certa vez, encontrei uma muçulmana sunita na porta da mesquita do Brás e convidei-a para entrar. Ela se recusou, pois um xeque sunita lhe havia dito que se tratava de um lugar maldito. Era uma jovem normal, mas com uma visão totalmente radicalizada da religião. O wahabismo e o salafismo, que são as subcategorias mais radicais do sunismo, têm se manifestado de modo muito forte no Brasil. Isso é uma ameaça. A radicalização que afeta jovens na Europa também está acontecendo no Brasil. Todo cuidado é pouco." (agradecimentos ao O Antagonista )
http://m.oantagonista.com/posts/muculmanos-brasileiros-estao-se-radicalizando

Atualização em fevereiro de 2017


Governo brasileiro rejeita prioridade a refugiados cristãos para atender agenda islâmica da ONU
Isso aconteceu em reunião de diversos grupos com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e a Secretaria de Direitos Humanos (SDH). Lamentavelmente, o Brasil torna-se mais um dos países do ocidente a discriminar contra as minorias do Oriente Médio (cristãos, iázides, ateus, homossexuais, bahais) para satisfazer os seus novos suseranos islâmicos. (Raciocínio Cristão)

https://youtu.be/_4oe9fbXyDA 

Ministro da Justiça afirma que Brasil irá aceitar todos os 'refugiados sírios', "não importa se forem 10 mil ou 100 mil" 
Ele estima em 5 mil novos "refugiados sírios" (ou seja, muçulmanos) durante 2017. Mas ele se mostra orgulhoso do governo não impor limites ao número de refugiados. afirmando que "o Brasil não limita, não importa a nacionalidade, não importa de são mil, 2 mil, 10 mil ou 100 mil." Ele diz que "o Brasil não indefere" [os pedidos de asilo], "o Brasil não devolve" [refugiados] (ou seja, entra qualquer um). Ele diz também que o governo irá investir 3 milhões de reais em 2017 para ajudar no assentamento dos refugiados, incluindo-se aí a sua inserção no mercado de trabalho. E esta quantidade será reavaliada em função do aumento do número de pedidos de asilo.
A rigor, a maioria é imigrante econômico, que não se enquadra como refugiado. Mas o governo está fazendo vistas grossas a isso, bem como deixando qualquer um entrar no Brasil.

https://youtu.be/rYZ9mKyzeZA 

Grupo terrorista Hezbollah planejou atentados contra Brasília
Documentos até então sigilosos revelam que organização militar libanesa enviou terroristas ao DF com o intuito de cometer ataques a representantes diplomáticos de Israel. Alguns foram identificados, inclusive com fotos (Correio Braziliense)

Atualização em janeiro de 2017


BRF cria a (Sadia-Halal) OneFoods, sediada em Dubai, em busca investimento islâmico
Mesmo que a produção halal seja toda voltada para o mercado externo, ela contribui para o processo de islamização do Brasil. Leia o artigo clicando aqui.

Magia Negra islâmica na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro
Pedindo ao demônio para cortar o braço de um desafeto. Leia o artigo clicando aqui.

Site denunciado pela Lava Jato tenta assassinar a reputação de um professor universitário por críticas ao islamismo
A incrível aliança entre a Esquerda e o islamismo também no Brasil. Leia o artigo clicando aqui.

Condomínio apenas para muçulmanos. Segregacão islâmica também no Brasil (?)
Leia o artigo todo clicando aqui.

Página islâmica faz campanha contra o nosso Facebook 
E mostra sua "tolerância" ao retirar todos os comentários daqueles que nos defendem.


Três pessoas ficam feridas com suposto atentado com ônibus na Dutra em Cruzeiro; notebook encontrado com diversos artigos do Estado Islâmico
Aparentemente, apenas mais um louco, de posse de literatura islâmica. (Mixvale)

Polícia prende terroristas em Jataí-Go. Eles iriam explodir a igreja
Equipes da Polícia Militar (PM) foram acionadas via copom para atender uma ocorrência na rodoviária de Jataí, onde terroristas desembarcaram na cidade com o intuito de explodir a catedral de Jataí. As equipes fizeram o cerco para abordarem os mesmos onde foi constatada a veracidade. Os mesmos se encontram recolhidos na Polícia Federal (PF) de Jataí. (Radar Santa Maria)


Atualização em dezembro de 2016

Câmara dos Deputados aprova lei que escancara as fronteiras do Brasil
Leia o artigo clicando neste link.

Convide um refugiado (muçulmano) para passar o Natal na sua casa?
Diz a chamada da reportagem da TV Globo, mostrando a foto de uma mulher vestida com um hijab. Que eu me lembre, a Rede Globo nunca promoveu algo semelhante no passado, sugerindo que as famílias convidassem por exemplo, refugiados nordestinos pobres, para passar o Natal em casa. Leia o artigo neste link.

Caminhos de Abraão: higienizando o islão, nas ondas da "Nova Religião Global" ... também no Brasil
Leia o artigo clicando neste link.

Condomínio aberto apenas para muçulmanos. No Brasil!!!!
O islamismo se caracteriza pela segregação, entre muçulmanos e descrentes, entre a Casa do Islão (Dar al-Islam) e a Casa da Guerra (Dar al-Harb). Na Europa vemos as "zonas proibidas" se proliferando. Bem, no Brasil era apenas questão de tempo para isso acontecer.
Não acredita? Leia no link e assista o vídeo: https://youtu.be/7IV7mmvhkz0 (OK)

Anis Amri, o jihadista do Mercado de Natal de Berlin, é um exemplo do perigo associado a "fronteiras abertas"
O jihadista correu livre pela Itália, Alemanha e França. Mas, enquanto isso, o nosso governo abre as nossas fronteiras. Leia o artigo neste link.

Atualização em novembro de 2016

Canal Rural faz propaganda do abate halal
Reportagem sobre o abate halal, entrevistando o presidente das Associações Muçulmanas no Brasil, Mohammed Zogbi, que, claro, fez a afirmação usual de que os animais morrem instantaneamente sem sentirem dor, algo que é uma tremenda mentira! (Canal Rural)

Grupo salafista banido na Alemanha atua no sul do Brasil
Organização "A Religião Verdadeira", acusada de propagar radicalismo no país europeu, promove distribuição de exemplares do Alcorão em Florianópolis. Campanhas semelhantes já foram realizadas em 15 países. Palestino naturalizado alemão Ibrahim Abou-Nagie, esteve no Brasil em julho passado. (DW).

Atualização em outubro de 2016


O que o Brasil ganha com a introducão da ideologia xiíta oriunda do Irã, um país que segue a Sharia e é um dos mais intolerantes do mundo? Xeiques xiítas no Brasil
Leia o artigo clicando aqui.

Ashura no Brasil: "morte aos tiranos"
Leia o artigo clicando aqui.

Brasileiro muçulmano, recém-converso, faz apologia ao crime do apedrejamento
Leia o artigo clicando aqui.

Revista Viagem, da Abril, promove a Mesquita de Paris
Leia o artigo clicando aqui.

Mesquita do Pari publicando livro que diz que Jesus é Muçulmano
O objetivo é criar confusão e aumentar a base da muçulmanos. O pior é que ainda existem os religiosos cristãos que ajudam a propagação da confusão para aparecerem como bonzinhos e politicamente corretos.



Mouhamad (Maomé) Mostafa, acabou com a saúde do Amazonas roubando R$ 110 mil.
Notícia do Fantástico sobre o criminoso Mohamed (Maomé) Mostafa. Ele é primo do ex-governador, e atual senador pelo PSD, Omar José Abdel Aziz.  (Portal CM7Fantástico; vídeo: http://glo.bo/2ehq1KF)

Curiosidade. Um pouco sobre as ligações familiares. A esposa de ex-governador Omar Aziz, Nejmi Jomaa Abdel Aziz, é nascida em Cascavel. Ela é filha de Mohamad Joamaa e Ester Joamaa. Portanto o pai da esposa do ex-governador é muçulmano. Dentro da ortodoxia islâmica, isso a tornaria muçulmana. Dentro desta mesma ortodoxia, para ela se casar, o ex-governador teria que ser também muçulmano. Quanto ao ex-governador, o wikipedia diz que ele nasceu numa família de mistura árabe e italiana. (fonte)

Valdir Pereira da Rocha, preso na Operação Hashtag, foi morto pelos seus companheiros de cela
Ele tinha outras duas condenações relacionadas a homicídio e assalto, e se encontrava na condição de foragido da Justiça do MS quando foi preso (G1).

Preso por ligação com Estado Islâmico tenta matar homem a facadas em Caucaia
Imagens de circuito de segurança mostram Daniel Freitas Baltazar esfaqueando um homem no meio da rua (Tribunal do Ceará)

Empresa árabe irá produzir armamentos em Goiás
Eu gostaria de saber os detalhes deste acordo, e quantas mesquitas e madrassas serão construídas por conta dele. (Mais Goiás)

Fethullah Gulen vai fugir para o Brasil?
Com medo de ser extraditado dos EUA, clérigo Fethullah Gulen estaria considerando pedir asilo no Brasil, segundo serviço de inteligência turca. (IG)

Proposta de emenda à Constituição propõe que imigrantes possam votar e serem votados no Brasil
Quem sugeriu esta pérola foi o deputado federal Carlos Zarattini do PT de SP. A PEC 347/2013 propõe alterar a redação do § 2º do art. 14 da Constituição Federal. Se aprovada ela permite que os estrangeiros residentes em território brasileiro por mais de quatro anos e legalmente regularizados alistem-se como eleitores. Esta PEC foi arquivada em 2013, tendo sido desarquivada em 11/02/2015. O site da Câmara não diz como está o andamento.

Temer anuncia na ONU uma maior abertura do Brasil para receber refugiados
Um país hiper-super estruturado como os EUA acolheu, este ano (um ano de crise migratória), 10 mil refugiados. Pela notícia, o Brasil recebeu, "nos últimos anos" 95 mil refugiados. Que período de tempo "nos últimos anos" engloba? Se for nos últimos 10 anos, resulta um média de tão grande quanto ao que os EUA recebem. (G1)
A pergunta é: temos a mesma estrutura? Resposta: não!

Atualização em setembro de 2016

Entidades Islâmicas desejam treinar forças de segurança do Brasil
Utilizando o discurso de vítimas, representantes das entidades islâmicas brasileiras, a FAMBRAS, Ali Hussein El Zoghbi, e a UNI (União Nacional do Islamismo), Abdel Hamid Ali Taha, se encontraram com o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. Isso ocorreu em agosto, e nós já tínhamos noticiado isso. Mas, na página da FAMBRAS, noticia-se que o ministro solicitou que o curso “O Mundo Islâmico”, realizado anualmente pela FAMBRAS no Instituto Rio Branco, em Brasília, seja ofereceido para toda a força de segurança nacional, visando "disseminação correta dos conceitos islâmicos" (ou seja, fazer pregação islâmica de forma gratuita e desempedida dentro de órgãos do próprio governo). Segundo a notícia, o Ministro  comentou o encontro no seu Facebook com as seguintes palavras: “Vamos combater o preconceito e a discriminação!" Mas como é possível combater preconceito e a discriminação disseminando conceitos de uma ideologia baseada no preconceito e na discriminação? O que é preciso é dar cursos sobre o conceito da jihad islâmica e não o contrário.

Noticiário na imprensa dos EUA sobre a prisão de dois potenciais terroristas islâmicos
Presos em São Paulo. Eles prometeram aliança ao Estado islâmico. (ABC)

Preso um dos principais recrutadores do Estado Islâmico no Brasil
Ele é um menor de 17 anos e atuava com o codinome Abdul Jabar Al-Brasilli. Ele foi deportado para os EUA (Veja). A Polícia Federal estava à sua busca desde junho (Veja)

Jihadistas brasileiros planejaram atentados contra alvos judáicos
Diálogos entre os detidos na Operação Hashtag revelam que eles planejavam atentados suicidas contra judeus no Brasil (Veja)

A islamização e erosão da França deve servir de alerta para o Brasil 
De 5 mesquitas em 1965 a 2359 em 2016. Leia o artigo clicando aqui.

Ladrão tem mão cortada em Porto Alegre. Sharia no Brasil?
Ele furtava seguidamente. Muitos vendedores de rua são muçulmanos. Já estão aplicando a lei de Alá? Estamos começando a sentir o "enriquecimento cultural" e "evolução da sociedade" que o islamismo oferece? O fato ocorreu em 6/8/2016. (Correio)
https://youtu.be/MYAITowEUM8 OK

Al Janiah: um bar em São Paulo onde islamismo e a esquerdopatia se abraçam
Al Janiah é um "bar muçulmano" na cidade de São Paulo, onde a aliança entre o islamismo e a esquerdopatia se desenvolve. Este bar se auto-intitula "Espaço cultural e político árabe com bebibas, comidas e músicas típicas." Esta sua definição mostra o truque utilizado em misturar árabe com muçulmano e com palestino. Se vocês entraram na página deste bar vocês vão entender.  A comida parece ser boa, o ambiente agradável, e a confusão natural do marxismo cultural (que é um movimento anti-socialista, diga-se de passagem) se faz presente ao se usar de palavreado tal como "justiça" e "libertação dos povos" com o intuito apenas de avançar causas, e não o retratar o real significado dos termos. Vale a pena visitar o bar durante as "atividades culturais." Bom apetite. E boa sorte.

Atualização em agosto de 2016


Reportagem mostra como a Certificação Halal, e apoio estrangeiro, alimentam a islamização do Brasil
A reportagem da Gazeta do Povo mostra claramente os fatos como eles ocorrem. Leia o artigo e assista ao vídeo.

Francirosy Barbosa: Todos os muçulmanos são jihadistas 
Professora da USP, muçulmana, e antisionista.

Xeique Jihad se faz de vítima ... mas omite a perseguição contra 'não muçulmanos' no mundo islâmico
Taqiyya em ação no Brasil. Leia neste link.

Padre Bizon e Rabino Mayer participam de vídeo promocional do islão no Brasil
Não precisamos de inimigos tendo religiosos como esses.

Representantes do Islão no Brasil reclamam do governo
Segundo o xeique Abdel Hamid Ali Taha, vice presidente da União Nacional das Entidades Islâmicas (UNI), eles se sentem "discriminados." Dizem que uma muçulmana foi agredida em Copacabana (O Globo). Será? Nos EUA e na Europa muçulmanos inventam "crimes de ódio" para se proclamarem perseguidos. Na maior parte dos casos o "crime de ódio" é invenção. Eles foram reclamar com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. A rigor, o governo federal deveria investigar qual a ligação que existe entre os clérigos brasileiros e o wahabismo/salafismo internacional.

Boxeador marroquino acusado de estupro de camareiras é preso na Vila Olímpica
O boxeador marroquino Hassan Saada foi preso na manhã de hoje, acusado do estupro de duas camareiras brasileiras que trabalham na Vila Olímpica da Rio-2016, na quarta-feira. Ele foi detido por policiais da 42ª DP (Recreio), dentro da Vila. (O Globo)

Justiça nega habeas corpus para boxeador marroquino
O boxeador marroquino não sabe que no Brasil, um país infiél, o testemunho de uma mulher tem peso, ainda mais de duas! Aqui não tem Sharia. Se tivesse, as camareiras é que estariam presas. (O Globo)

Estado Islâmico ameaça jihad no Brasil
Os jogos Olímpicos estão em andamento, mas o interesse deles no Brasil é de longo alcance (Inside Blog on Terrorism)


Antonio ''Ahmed'' Andrade, o fundador do Blog "Por que deixei o cristianismo." 
Agora nós sabemos o motivo. 

Pregação islâmica nas ruas do Rio durante os Jogos Olímpicos
Usando as mulheres como isca, igualando Jesus a Maomé, e publicando notícia até mesmo no jornalzinho do Metrô (O GloboMetro1AgênciaBrasil).

Sessão Solene sobre o perseguição aos cristãos e minorias no Oriente Médio
Um relato sobre a sessão solene na Câmara Municipal de São Paulo sobre o perseguição aos cristãos e minorias no Oriente Médio (Câmara)

Neymar e sua faixa na testa: "100% Jesus"
Inacreditável ter existido polêmica com respeito a isso. Pior ainda, tendo gente dizendo que o hijab usado por algumas atletas muçulmanas é uma representação cultural. Isso é o relativismo cultural sendo aplicado no Brasil. O hijab não é um símbolo cultural. Se fosse, todas as mulheres no Egito o usariam o que não é o caso. Apenas uma pequena parcela minoritária de muçulmanas egípcias usa o hijab e por motivos RELIGIOSOS!!!! As iranianas quando saem do Irã, a primeira coisa que fazem é guardar o chador (elas sabem que ao voltarem elas são OBRIGADAS PELO GOVERNO a o usarem).


Atualização em julho de 2016


Ensino islâmico no Brasil já está acontecendo, sem a necessidade de lei (Parte 1)
Leia o artigo neste link.

Brasil adota resolução da ONU que obriga sanções a Al-Qaeda e ISIS
A resolução é do Conselho de Segurança e obriga países-membro a aplicarem sanções contra indivíduos, empresas e entidades que tenham qualquer associação com estes grupos islâmicos (Folha).

Terrorista franco-argelino é deportado para a França
Ele era pesquisador na UFRJ, com bolsa do governo brasileiro (O Globo).

Às vesperas das olimpiadas no Rio 100 "lobos solitarios" estão na mira da ABIN
O terror islâmico chega ao Brasil (Época)

Suspeito de terrorismo é detido; desejava explodir aeroporto de Brasília
Preso pela PF. Foi entregue pela sua própria esposa, brasileira. Tem passaporte paquistanês, mas a esposa diz ser da natural da Argélia. Ele entrou no Brasil em 2014, durante a Copa do Mundo, e obteve visto de permanência com o casamento. Aparentemente, tem outra família no Paquistão  (Correio Braziliense). Veja bem, ele ficou no Brasil através de casamento com uma brasileira. Veja como este golpe é importante!

Atentado contra delegação francesa no Rio é denunciado 
"O grupo extremista Estado Islâmico (Isis) planeja um atentado contra a delegação da França durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, que acontece em agosto no Rio de Janeiro, no Brasil. A informação consta de um relatório de oficiais de inteligência do governo francês divulgado hoje (13)." (Agência Brasil)

Grupo Brasileiro declara fidelidade ao Estado Islâmico
O canal "Ansar al-Khilafah #Brazil" no aplicativo de mensagens Telegram foi revelado pela equipe de monitoramento especializado em atividade de terror SITE Intelligence Group. (Exame)

Operação Hashtag: Polícia Federal prende célula do Estado Islâmico que planejava atentado nas Olimpíadas
Um total de 14 nomes, a maioria com nomes arabizados, idades entre 20 e 40 anos, todos muçulmanos e alguns com antecedentes criminais, a lista de suspeitos presos nesta quinta-feira (21-07) acusados de integrarem uma organização criminosa ligada ao Estado Islâmico e ao terrorismo islâmico internacional tem 14 nomes. Eles foram alvos da Operação Hashtag. Alguns links em jornais locais que tratam da história:
Líderes islâmicos questionam a idoneidade da Polícia Federal 
Eles defendem seus irmãos muçulmanos presos na Operação Hashtag.

Sobre a taquia do xeique Rodrigues
"Na reportagem www.bbc.com/portuguese/brasil-36861457, o Sheik Rodrigo Rodrigues tocou em vários pontos interessantes. O mais interessante foi dizer que os extremista querem "glamour" e "status”. Ele esta certíssimo quando afirmou isso." O próprio Alcorão e Allah, oferecem este "glamour" e "status” para eles. O que estes jovens estão fazendo é apenas seguir o que o Alcorão ensina." Leia o artigo todo em Rafik responde ao Islam.

Muçulmanos querem Sharia, também no Brasil (leia o comentário)
"Vamos degolar a todos os infiéis! Na nossa doutrina matar o inimigo é um ato sagrado! Vamos impor a Sharia y todos os malditos cristão serão condenados a morte1 Por Alá grande e misericordioso!

Colônia de Férias islâmica em Florianópolis
Este é o cartaz de uma Colônia de Férias islâmica a ser realizada em Florianópolis. Alguns fatos chamam a atenção:
1. Palestras durante a colônia. Uma delas sobre a visão do islão sobre o homossexualismo. Bem, as crianças não precisam ir até Floripa para aprender sobre isso. Basta ler aqui: http://infielatento.blogspot.ca/2016/06/direito-dos-gays-sob-o-islao-teologia-exemplos.html
2. A participação de pesos pesados, tais como Jihad Hammedeh, da Mesquita Mesquita Abu Bakr, em São Bernardo do Campo (foi o consultor da novela O Clone), e o xeique Rodrigues, o amigo do xeique Al-Arifi http://infielatento.blogspot.ca/2016/03/xeique-al-arifi-e-presenca-do-wahabismo-no-Brasil.html.
3. Reparem que as meninas tem que usar o véu. Ué. Mas não dizem que o véu é uma escolha da mulher?



Edital para contratação de professores para a Universidade Federal do ABC adota terminologia da Organização da Cooperação Islâmica, torna muçulmanos em vítimas, e omite os 14 séculos de tráfico negreiro islâmico na África
Edital de contratação de 4 (quatro) professores na área de Relações Étnico-Raciais da Universidade Federal do ABC mostra claramente o nível que estudos sociais em universidades no Brasil chegou. Por exemplo, o conteúdo programático da subárea Diáspora Negra, Direitos Humanos e Racismo possui dois itens que mostram como as coisas estão de cabeça para baixo. Um deles diz "Conexões da branquidade e dos regimes racistas: apartheid, nazismo, sionismo" (ou seja, os brancos são racistas, e o apartheid e o nazismo se equivalem ao sionismo). E um outro item diz "Racismo, xenofobia, islamofobia e as novas imigrações" (ou seja, eles adotam "islamofobia, o termo inventado pela Organização da Cooperação Islâmica, equivalente a racismo e xenofobia). Mas em nunhum momento eles mencionam o papel do islamismo nos 14 séculos de escravidão de seres humanos negros na África! (Veja) O artigo menciona Marilena Chaui, professora da USP e membro do PT, mas não é claro se ela teve participação no Edital. Porém, a linha do edital e o perfil ideológico da professora são comuns. (PS. Aparentemente, o Edital foi refeito)

Muçulmano recém-converso quer matar um padre
Um muçulmano recém converso brasileiro, tornado psicopata pela ideologia maometana, compartilhou na sua página uma ameaça a um padre, Padre Fabio de Melo. Segundo este muçulmano, o crime deste padre é o de estar divulgando o cristianismo. Veja o texto traduzido:
"Existe um padre católico que está indo para a Palestina tentar pregar o cristianismo para os muçulmanos. Ó Umah (naçao do islão) de Maomé nós pedimos que vocês o matem assim que ele for visto, se vocês não tiverem um revólver, usem uma faca. O seu nome é Fabio De Melo e a sua foto está abaixo." A, sim, o nome do psicopata é Alisson Luan Oliveira. Se alguém o conhece por favor alertar aos seus pais.

Rener organiza curso para "empoderar as refugiadas" 
É exatamente o que a matéria diz. Escola de Costura para Refugiadas do Instituto Lojas Renner, que será realizada pelo Centro São José, em São Paulo. A iniciativa é parte do projeto Empoderando Refugiadas, realizado em parceria com a Rede Brasil Pacto Global, o ACNUR, a ONU Mulheres e o PARR – Programa de Apoio a Recolocação de Refugiados. De acordo com o Comitê Nacional para os Refugiados (CONARE), o país possui atualmente 8.863 refugiados reconhecidos, de 79 nacionalidades distintas (28,2% deles são mulheres). Dois homens refugiados, com interesse em costura industrial, estão na primeira turma. (Época)

Arlene Clemesha, publicitária do mundo muçulmano disfarçada de professora de história
Um artigo sobre uma notável promotora do islamismo no Brasil, e ativista da "causa palestina." (e ainda, professora da USP) (link externo)

Guga Chacra aparece defendendo o Estado Islâmico de uma maneira nem tão discreta assim
Repórter da Globo News pratica relativismo cultural, comparando a jihad em Munique com o atentado na Noruega, ocorrido cinco anos atrás (Modo Espartano).

Manchete do O Globo esconde os jihadistas que degolaram padre na França
Em vermelho, a manchete como ele é na verdade.


Atualização em junho de 2016

Passo Fundo se torna núcleo da islamização, centrada na "indústria halal"
Preocupante. Leia o artigo todo no link.

Governo brasileiro suspende negociação com Europa para receber refugiados
Ação do vice-presidente em exercício, Temer, reverteu a iniciativa do governo Rouseff. Afinal, trazer 100 mil refugo da Europa seria uma grande estupidez e um escárnio para com os milhões de brasileiros que precisam de ajuda! Para não falar que significaria um aceleramento da islamização do Brasil (BBC).

Polícia Federal monitora, crescente atividade salafista e do Estado Islâmico no Brasil
Precisamos reverter a nossa política migratória e jorgar no lixo no politicamente correto que está matando a Europa. Leia o artigo todo neste link.

Polícia Federal monitora estrangeiro em Chapecó por risco de terrorismo - ele treinava como sniper
Justiça determinou que Libanês utilize tornozeleira eletrônica. Homem é investigado há 3 anos e não poderá frequentar lugares públicos (O Globo). "Morador de Chapecó, Santa Catarina, mantinha rotina de uma hora diária de treino para ataque à distância, depois de ter viajado para o Estado Islâmico. A Polícia Federal o indiciou por três crimes, suspeito de planejar um atentado terrorista no Brasil, após ele ter morado numa cidade controlada pelo Estado Islâmico, na Síria. Esta é a primeira vez que a PF identifica uma pessoa que saiu do Brasil, foi à Síria e voltou ao país para planejar ações suspeitas."  (Época)

Estado Islâmico inaugura canal em português
Começou em 29 de maio. Brasil e Portugal são os alvos (Correio da Manhã). A Revista Sociedade Militar traz mais detalhes. Existe até um porta-voz muçulmano chamado Ismail al-Brazili (Veja)

Abin confirma troca de mensagem entre brasileiros sobre o Estado Islâmico
"A abertura dessa nova frente de difusão de informações voltadas à doutrinação extremista, direcionada ao público de Língua Portuguesa, amplia a complexidade do trabalho de enfrentamento ao terrorismo e representa facilidade adicional à radicalização de cidadãos brasileiros". (O Globo)

Google Brasil multada por manter vídeos que criticam o islamismo
Uma das armas que os promotores da Sharia usam no Ocidente é o de dar queixa na justiça contra aqueles que expõe a ideologia nociva que a permeia. A idéia não é de levar ninguém a cadeia, mas a de criar caso, constrangimento, perda de tempo e dinheiro, de modo que a servir de exemplo a outros. Ou seja, intimidar. Vemos isso acontecendo no Brasil também. (Ecoando)

Militar dos EUA alerta que movimentos islamistas estão exportando suspeitos de terrorismo para a América Latina
Quem disse isso foi o Almirante Kurt W. Tidd, do comando do Sul (SOUTHCOM). Ele alertou repórteres no Pentágono que grupos terroristas islâmicos estão sendo atraídos pelas redes de tráfico na América Latina. (Breitbart)

Paraná: Instituto Latino Americano de Estudos Islâmicos compra colônia de férias no Paraná
(notícia de dezembro de 2014) Recanto do Marista agora se chama Recanto ILAEI do Ivaí, ILAEI significa Instituto Latino Americano de Estudos Islâmicos, que tem sede em Maringá (O Paraná é um centro do abate halal no Brasil).  Nos planos, outras iniciativas complementarão as áreas de Lazer & Turismo com produtos de eventos e educação islâmica. (ivatuvaemfoco)

"Caridade Islâmica" do Catar QATAR CHARITY financia a islamização no Brasil
A "Caridade Islâmica" do Catar QATAR CHARITY faz doação para o Centro Islâmico Cultural do Pará através do INSTITUTO LATINO AMERICANO DE ESTUDOS ISLÂMICOS - ILAEI.
A doação seria para o Centro Islâmico Cultural do Pará "com vistas à aquisição de um imóvel para o autor, onde permaneceria desenvolvendo a sua atividade religiosa." Isso significa, uma mesquita.
Parece que o Centro Islâmico Cultural do Pará está em conflito com o ILAEI para saber a quem pertence o dinheiro. (jusbrasil)

Membro da Al-Qaeda está no Brasil 
Uruguai recebeu 5 detentos de Gautânamo. Agora, um deles cruzou a fronteira e está no Brasil. (Veja) A AVIANCA emitiu um alerta (Estadão)

Famoso narco-traficante "Sadam" morto em Ponta Porã
Morto o notório traficante de Ponta Porã, Jorge Rafaat Toumani, brasileiro naturalizado, no que aparenta ser guerra entre quadrilhas do narco-tráfico.
Para se fazer algo era preciso pedir permissão para o "muçulmano", ou "Sadam", como ele era conhecido. Ele era condenado pela justiça brasileira, mas do lado paraguaio era considerado empresário do ramo de pneus. Durante um dos julgamentos pela justiça brasileira, o prefeito de Ponta Porã prestou depoimento em seu favor! (O GloboO GloboJornal da Nova)

Comentarista da Globo tenta mascarar perseguição aos cristãos
Será que o Guga Chacra não sabe que a sharia prega a violência contra cristãos? (Gospel Prime)

Atualização em maio de 2016


Lei Rouanet financia exposição de propaganda islâmica que distorce a história da ciência
Veja como o governo federal está financiando a propaganda islâmica neste artigo.

Não! Salvador não é árabe (e muito menos, islâmica) - refutação a artigo de Ronney Argolo, no Correio de Salvador
Leia como muçulmanos e seus apologistas tentam reescrever a história.

Mudança na LDB beneficia muçulmanos mas prejudica ensino
Leia o artigo neste link.

Paraense se prostitui ao Estado Islâmico: precisamos impedir que este mal crie raizes no Brasil
Leia o artigo neste link.

Processo de islamização em Belém do Pará; UFPA usada como ferramenta
Leia o artigo neste link.

Escola Islâmica Brasileira leva brasileiros ao Catar
Leia o artigo neste link.

Brasil se oferece para acolher refugiados sírios da Alemanha
O governo Dilma deseja pegar o refugo dos "refugiados" em troca de dinheiro (Estadão).

O plano para conquistar o Brasil
Discurso de Nasser Fares, Presidente da Sociedade Beneficente Muçulmana. Objetivo é ter números para influir políticamente no Brasil e forçar a Sharia goela à baixo da gente.
https://youtu.be/XURP_ossOE8 ok 


MPF instaura inquérito após fala de prefeito sobre imigrantes no RS
Na Europa Ocidental, em países como Alemanha, Grã-Bretanha, Suécia, quem critica a política migratória do governo é processado. Opa, peraí. No Brasil também? (G1)

Refugiados sírios fazem protesto em São Paulo
A porteira do Brasil está aberta. O islamismo é uma ideologia que ocupa os espaços públicos, colocando os outros grupos para o lado até os sufocar definitivamente. Tem sido assim desde Maomé até os dias de hoje. Para enfrentar esta tempestade, é preciso fechar as portas e as janelas. (O Globo)

Isto é dentro da Embaixada da Palestina
Que país tem um templo na sua embaixada? Apenas um país que não existe.


Jovem convertida ao islamismo briga na Justiça para fazer prova do INSS usando véu
O concurso proíbe cobrir a cabeça. Ela está impetrando mandato de segurança. A Sharia é imposta deste modo: um gota de cada vez. A Sharia se torna mais forte a cada concessão (Concursos).

Negado pedido da Sociedade Beneficente Muçulmana para retirada de vídeo na internet
A Sociedade Beneficente Muçulmana entrou na justiça para remover o clipe musical “Passinho do Romano” da internet, bem como a identificação dos responsáveis pelas postagens. Perdeu. (Direito Privado).
- Processar os infiéis é uma forma de tentar intimidá-los. O objetivo não é o de ganhar o processo, mas o de "torrar o saco" de modo que o infiél começe a achar que é melhor deixar tudo prá lá só para não se aborrecer.
O vídeo no YouTube do "MC Dadinho" , com mais de 44 milhões de visualizações:  https://youtu.be/kpJApAfODSE

Muçulmanas e muçulmanos contra o golpe
O PT PSTU PSOL apoiam o islã e em contra-partida a associação islâmica do Brasil também os apóia.  Abaixo um grupo no Facebook de muçulmanos em defesa de Dilma. Aqui neste post (compartilhado por eles) se arregimentam para planejar e organizar uma jihad pró-Dilma.


Atualização em abril de 2016


Liga Cristã Mundial denuncia conexão de Lula com CDIAL
A LIGA CRISTÃ MUNDIAL vem denunciar uma manobra escondida do Partido dos Trabalhadores (PT) em fomentar a islamização do Brasil. O ex-presidente Lula da Silva é amigo de Ahmad Ali Saifi, que é um dos chefões do CDIAL - CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO ISLÃ PARA A AMERICA LATINA. Esse senhor é a ponte entre a Arábia Saudita e os jihadistas que vem para o Brasil. Eles estão se espalhando pelo país e nada está sendo feito para impedir que os radicais islâmicos se difundam pelas terras brasileiras. isso está sendo feito sob os olhares complacentes das autoridades diplomáticas e policiais.
Diante disso convocamos a todos os cristãos brasileiros que participem das MANIFESTAÇÕES DO DIA 12 DE ABRIL como forma de denunciar essa proteção do LULA E DO PT contra a RELIGIÃO CRISTÃ. Temos que evitar isso e denunciar em todos os MEIOS DE COMUNICAÇÃO. Façamos isso antes que seja tarde. Vejam o seguinte perfil: https://www.facebook.com/pages/CDIAL-Centro-de-Divulgação-do-Islam-para-América-Latina/


A rivalidade Estado Islâmico x Hezbollah na América Latina (e no Brasil)
Artigo no J Post expõe a presença do Hezbollah na América Latina desde os anos 90, e sua presença na Venezuela e na Tríplice Fronteira (o que justifica o porquê de tantas mesquitas em Foz do Iguaçu, principalmente mesquitas xiitas). Em 2006, toda a tribo indígena Wayuu se converteu ao islamismo, adotando o nome de Hezbollah e consagrando o ato com uma tentativa fracassada de explodir a Embaixada dos EUA, em Caracas. Agora Dabiq, o site do ISIS, anunciou sua missão para converter os maias em Chiapas, no México e na fronteira com a Guatemala, mencionando também tribos na Amazônia. Na "Tríplice Fronteira", reina uma harmonia entre bandos ocupados com a lavagem de dinheiro, tráfico de pessoas e contrabando de drogas, armas e partes do corpo para transplantes de órgãos, além de tráfico de seres humanos. A chegada do ISIS, seria uma infiltração sunita no chamado "Hezbollahland" e isso poderia criar uma tempestade.



Mulher brasileira se junta a Jihad do Sexo na Síria
A Interpol investiga o desaparecimento da universitária paraense Karina Ailyn Raiol Barbosa, de 20 anos, estudante da Universidade Federal do Pará, em Belém. Ela saiu do Brasil por São Paulo, sem avisar a família. Segundo os parentes, ela teria sido aliciada para sair do país.  A jovem havia se convertido ao islamismo há cerca de dois anos, quando passou a freqüentar um curso de língua árabe na Universidade Federal do Pará (UFPA), onde estudava Jornalismo (Notícia ao Minuto).

'Fui andando para a escola e voltei de cadeira de rodas', diz vítima do Massacre (Jihad) de Realengo
Thayane Monteiro, uma das vítimas da jihad no Rio, narra o seu drama (Folha). O dia 4 de abril marca o aniversário do Massacre (Jihad) de Realengo.

Palestino preso com R$ 6,4 milhões
O palestino Ismael Mahmoud Solyman Abou Gazar, de 50 anos, foi preso nesta quarta-feira (30) com 17,5 milhões de bolívares, aproximadamente R$ 6,4 milhões, na BR-174, município de Pacaraima, região Norte de Roraima, segundo a Polícia Militar (PM). (G1)


Atualização em março de 2016


Xeique al-Arifi e a presença do Wahabismo no Brasil
Leia o artigo todo neste link.
 O islão tenta penetrar nas periferias
Um artigo de 2009, mas que já mostra bem a estratégia principal da penetração do islamismo no Brasil: trabalhar nas favelas e enganar a população de menor instrução. Já pensou um traficante se tornando muçulmano wahabista, com a permissão sagrada de ter 4 esposas e escravas sexuais (mulheres que a sua mão direita possui) e de roubar dos infiéis? (Época)

Aliciadores do Estado Islâmico buscam brasileiros na Europa; Folha seguiu seus passos
O jovem brasileiro se sentiu curioso sobre o islão, começou a frequentar cursos sobre o islão, e , rapidinho, ele se tornou um jihadista (Folha).

Conexão Wahabista no Brasil - Mesquita do Pari
A Mesquita do Pari, em São Paulo, se consolida como uma fonte do Wahabismo no Brasil. Ela não apenas tem conexões com o notório Xeique al-Arifibanido da Grã-Bretanha, como ela promove cursos com professores sauditas. O último deles, o Primeiro Curso Intensivo da Liga da Juventude Islâmica, ocorreu em Março e teve como instrutores os professores Abdullah al-abdul-Karim e Sultan al-Tobayshi, ambos da Universidade King Saud, da Arábia Saudita (fonte).

Professores Abdullah al-abdul-Karim e Sultanal-Tobayshi, da Universidade King Saud, 
da Arábia Saudita. Ao centro, o xeique Rodrigo Rodrigues.

Lula ganhor carro ômega de R$ 170 mil de Federação Muçulmana
Lula aceitou doação da Central Islâmica Brasileira de Alimentos Halal (O Antagonista).

Muçulmanas treinadas a doutrinarem crianças com as "raízes culturais" do islamismo
A foto abaixo mostra o treinamento de mulheres muçulmanas, para como serem boas propagadoras do comportamento islâmico na família e na sociedade. Esse foi um treinamento da Mesquita Pari e a foto é do Facebook da página. O item 1 da lista dos "princípios básicos" diz "Raizes Culturais." O islamismo impõe uma transformação na pessoa que passa necessariamente no seu desculturamento, e na adoção das "raízes culturais" do islamismo, que são definidas na Sharia. Isso se dá através da roupa, adoção de um nome árabe, e, principalmente, em fazer com que o muçulmano seja diferente do resto da população. Não existe a co-existência. Não existe integração. O islão existe para governar e não para ser governado. O processo conduz a criação de guetos, como se vê ocorrem aos milhares na Europa, bairros inteiros onde a Sharia é adotada. Estes guetos se foram ao redor de mesquitas. No Paraná, existem cidades pequenas que começam a ser transformadas com uma presença cada vez maior de muçulmanos. Logo teremos os nosso próprios guetos, e, não seria surpresa, de se ter algum lugarejo no Paraná que seja "islâmico."


Lula doou R$ 25 milhões ao movimento Hamas através de decreto? 
Está no site do Planalto e no do Diário Oficial da União (DOU). Esse dinheiro foi mandado a partir da criação da lei 12292 de 2010. (Diário do Brasil)

Atualização em fevereiro de 2016


BRF é condenada por terceirizar abate halal
Não sei ainda o que tirar desta informação, a não ser que a Brasil foods (BRF) está mesmo envolvida no abate halal. A BRF Foods terceirizou o abate halal (o que isso significa eu não sei) e foi multada por isso. BRF Foods foi formada pela união da Sadia e da Perdigão, e engloba a Sadia, Perdigão, Batavo, Elegê, Qualy, Claybon e Speedy Pollo. Abílio Diniz, (Chairman) e Claudio Galeazzi (CEO) (cntasul).

Primeiro empréstimo islâmico do Brasil irá engordar o gado
O Brasil Colônia ... portugueses ... ingleses ... americanos ... e agora os islâmicos ... mas estes últimos grupo não quer apenas dinheiro, quer a nossa submissão total à Sharia (Exame).

Representantes de países árabes visitam Sisfrom
Embaixadores de 17 países árabes e o ministro da Defesa, Aldo Rabelo, estiveram em Dourados, nesta sexta-feira (12), para visitarem o centro do Sistema de Monitoramento de Fronteira (Sisfron). O grupo foi conhecer a tecnologia e tentar acordos de cooperação (G1).

A ONU deseja mudanças no código penal brasileiro
Ela diz que ele "pune os imigrantes." Considerando que a ONU é hoje apenas um máscara da Organização da Cooperação Islâmica (OIC), torna-se claro a que tipo de imigrante ela se refere (Folha).

ONG britânica pressiona governo brasileiro para aceitar detentos de Guantanamo
Não queremos este lixo! (R7)

Atualização em janeiro de 2016


Clérigo radical saudita, banido na Grã-Bretanha, está no Brasil
Leia o artigo completo aqui.

Um terrorista islâmico no Brasil!
Na Alemanha temos a Merkel, a Louca. Aqui, a Dilma que abra o olho para não ter a sua reputação manchada por mais este problema: a abertura dos portos para as nações inimigas (O Globo).

Um muçulmano honesto diz que quer nos degolar ou expulsar do Brasil
Ele diz "nós muçulmanos não damos direitos às outras religiões nos países muçulmanos e um dia que formos maioria no Brasil também não daremos nós fazemos e chamamos os infiéis quem não segue o islam que eles nos paguem a taxa de infiéis ou sejam expulsos do Brasil ou degolados é assim a nossa querida religião muçulmana"


Atualizações (dezembro de 2015)

No Jornal Nacional não há risco de terrorismo, só de "islamofobia"
A imprensa brasileira seguindo o rumo da imprensa internacional e a cobertando o islamismo. (fonte)

Senegaleses se reúnem para dia de agradecimento em Caxias do Sul
Enquanto que cristãos e ateus são perseguidos, presos e mortos nos países islâmicos, aqui nós abrimos as portas da islamização e celebramos o islão, mesmo dentro de igrejas. Esta foi a mesma abordagem seguida pela Europa, e veja no que deu: Sharia sendo implementada, bairros inteiros que viraram guetos islâmicos, estupro em massa de mulheres infiéis, a imprensa omitindo as notícias, e os patriotas que têm a coragem de reclamar são chamados de racistas, xenófobos e islamófobos ... alguns acabam sendo processados pelo próprio governo. Você acha que vai ser diferente no Brasil?
"90% dos senegaleses que imigraram para o Brasil são muçulmanos." Pergunta: por que estamos importando muçulmanos para dentro do Brasil? (Lembre-se, a maioria dos muçulmanos deseja que a Sharia seja a lei de onde eles vivem) (fonte)

Quadrilha que transformava sírios em cidadãos brasileiros é descoberta
As implicações disso são enormes. Para quem viaja, o passaporte brasileiro vai começar a ser mal-visto. Internamente, torna-se visível algo que já se desconfiava estar acontecendo. E fica a questão no ar ... esta quadrilha foi pega ... existem outras? (fonte)


Irã operando na América Latina ... e no Brasil?
Dois artigos sobre o assunto:
  1. O Irã está se apoderando da América Latina
  2. Chanceler argentino reconhece o Irã como responsável pelo atentado em Buenos Aires

Atualizações (novembro de 2015)

Ministro da Defesa e suas relações com a Mesquita Brasil
Ministro da Defesa Aldo Rebelo (PC do B) participa de Iftar oferecido pela SBM, em 5 de julho de 2015, no qual ele se confraterniza com os muçulmanos e convida os brasileiros a frequentarem a Mesquita. Na época ele era o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação. Quem fala após o ministro é o Xeique Abdel Hamid Metwally, líder religioso (imã) da Mesquita Brasil. (Video no Facebook)

Iftar é o jantar que quebra o jejum do Ramadã. A SBM é a Sociedade Beneficente Muçulmana, situada na Mesquita Brasil, no Bairro de Cambuçí, na cidade de São Paulo. Ela é de cunho sunita e muitos de seus tem ligações com a Arábia Saudita.

Candidata ao ENEM faz prova vestindo niqab
"Vestida com uma longa burca, a candidata Juliana Koligoski Steimetz chamou a atenção no segundo dia do Enem na PUCRS, em Porto Alegre." (fonteEnquanto que o niqab é combatido pelos tribunais do Paquistão (!) a gente aqui começa a ficar de quatro. 

Mais uma mesquita na Tríplice Fronteira
Desta vez do lado paraguaio, onde os muçulmanos vendem eletrônicos, de todas as espécies, falsos e originais. (fonte)

Ana Maria Braga, o islamismo, e "indústria do coitadismo"
Leia o artigo neste link.

Jihadista em mesquita na Tijuca, no Rio de Janeiro
Este vídeo mostra um fato que aconteceu em janeiro de 2015. Durante uma reportagem da CNN em espanhol, um jihadista interrompe o sermão de um imã e diz que a jihad é uma obrigação e defende o Estado Islâmico. A mesquita fica no bairro da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro.



Estado Islâmico recrutando jihadistas no Brasil para atacar na Olimpíada
Saindo na imprensa alternativa internacional ... preocupação do Estado Islâmico estar recrutando no Brasil. (Breibart)

Dilma sanciona lei que dispensa visto durante a Olimpíada do Rio 
Decisão dividiu o governo, mas a presidente entendeu que a liberação do visto não colocará em xeque a segurança do Brasil." Associe-se a isso a decisão de se conceder asilo a qualquer um que pedir asilo assim que chegar ao Brasil, e as portas do Brasil estão abertas. A minha preocupação não é apenas com algum possível ato terrorista durante as Olimpíadas. A minha preocupação é de mais longo termo, com a imigração maciça de adeptos da Sharia para dentro do Brasil. (fonte)

Muçulmanos pedem a governo que promova o islamismo no Brasil, a fim de se lutar contra a "perseguição" e "islamofobia"
A Jihad da Vitimização segue à vapor e os líderes islâmicos não perdem em usar um governo enfraquecido para buscar a promoção do islão sem que exista qualquer tipo de contra-argumentação (que claro, seria taxada de islamofóbica por eles mesmos). Como podemos combater isso? (fonte)

Atualizações (outubro de 2015)

Dilma, seu segundo mandato, e a relação do seu governo com os "governos árabes" 
Um ano atrás, com a vitória da Dilma nas eleições presidenciais, o boletim da Câmara do Comércio Árabe-Brasileiro dizia: "Laços com os árabes irão crescer no segundo mandato de Rousseff."
Estes laços, segundo a nota, inclui acesso aos demais países latino-americanos através do Brasil.
Rousseff disse: "o Brasil mantém laços culturais fortes com os países árabes devido ao grande número de imigrantes que ele vem recebendo." Presidente Dilma, "laços culturais fortes" desde que a nossa cultura não seja alterada, mas não é isso que eles desejam. Eles desejam que nós importemos a "cultura" deles, ou seja, a Sharia. (fonte)

Escancaram as portas do Brasil para a migração islâmica
Basta correlacionar o discurso público da presidente Dilma com a

Exemplo para o Brasil: Canadá deseja cobrir a sua cota de 10 mil refugiados com as minorias: cristãos, druzos e curdos. 
Ele pede ajuda às igrejas para financiar os refugiados dentro do programa de patrocínio. Outros países já disseram que só aceitam cristãos: o Chipre, a Eslováquia, e me parece que os países bálticos, a Polônia, a Hungria e a República Tcheca idem. (Toronto Sun)

Sheik atrai brasileiros para o islamismo com 'zoeira', redes sociais e discurso de tolerância
Ele aplica o que o livro livro Metodologia da Dawah (pregação), de Shamim A. Siddiqi, diz como os muçulmanos devem se aproximar dos não-muçulmanos de modo a converte-los para o Islã. O livro específicamente diz para os muçulmanos não contarem aos novos convertidos toda a verdade sobre o Islã, ou seja praticarem a taqiyya. (BBC)

A esquerda Bolivarista latino-americana ama os islamistas, principalmente os árabes 
Ou seria amor pelo dinheiro deles? Discurso de Nicolás Maduro, na ONU, em 28 de setembro de 2015, fazendo apologia aos governos islamistas e declarando o seu amor aos árabes muçulmanos: "Nós amamos os povos árabes. Admiramos a cultura dos povos árabes, uma cultura milenar. Admiramos os povos muçulmanos." https://www.youtube.com/watch?v=k-f5EdwNA2g

Avanço islâmico no Paraná
Reportagem da Folha traz dois "infográficos" surpreendentes e assustadores. Devido a crescente imigração muçulmana para o Brasil (devido a política de braços abertos do governo federal), o número de mesquitas e mussalas (salas de estudo e doutrinação) cresce em ritmo acelerado, tendo dobrado nos últimos 5 anos. A reportagem ainda diz que os refugiados, muitos ilegais, se organizam em "enclaves" que "começam a definir a cultura, a economia, e a demografia, em pequenas cidades do interior do Paraná." Estes "refugiados" se dirigem para o interior do Paraná para trabalharem na indústria halal." Na cidade de Dois Vizinhos, "a maioria trabalha no abate halal no frigorífico da Sadia, onde há uma mussala." (Folha)




Avenida Paulista, 20 de outubro: manifestação pela Jihad Islâmica
Estamos entrando no "eixo do mal." Leia aqui o que é jihad


Senado aprova Lei Anti-Terrorismo
Algo importante acaba de acontecer. Agora é a questão de destrinchar o projeto para entender o que ele efetivamente oferece. (O Globo). O projeto de lei está aqui. 
Atualizações (setembro de 2015)

Mesquita do Brasil deseja a implantação da Sharia no Brasil em 50 anos

O texto da postagem na página do Facebook da mesquita diz:
"O Cristianismo será banido do Brasil assim como o ateismo, o Islam triunfará e os soldados de Alá vencerá a guerra contra os incrédulos e idólatras de cristo em 50 anos o Brasil será islâmico a política nos espera teremos a Sharia a verdadeira justiça de Alá sobre os perversos." 
Polícia Federal descobre rede de apoiadores do Estado Islâmico em São Paulo
Os investigados pela PF formam uma célula especializada em lavagem de dinheiro, suspeita de apoiar o terrorismo. Seus integrantes defendem execuções em massa, a morte do presidente americano Barack Obama e o Estado Islâmico. Leia a reportagem da Revista Época, e veja a notícia veiculada na Globo News.
https://youtu.be/_V0tGtlaSEo

Petição: O Brasil só deve receber como refugidado ou imigrante aqueles que não desejam alterar as nossas leis e costumes

Governo Federal quer mais refugiados 
"O Brasil acolhe hoje cerca de 2.100 refugiados sírios, e declarou que pretende estender uma medida que facilita (sic) a concessão de asilo a outros cidadãos do país por razões humanitárias."
"No discurso, a presidente destacou a crise por qual passa o Brasil, reconheceu que o problema se deve aos gastos do governo no passado e externou a necessidade de rever os programas sociais."
Ou seja, mesmo quebrado e sem condições de manter os programas sociais, o governo ainda assim pensa em trazer mais refugiados. (O Globo)

Padre do rito Siríaco Católico, de Belo Horizonte, ajuda cristãos da Síria no Brasil
Leia o artigo todo no link.

Governo brasileiro apóia governo totalitarista misógino do Irã
A advogada iraniana Shirin Ebadi, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz em 2003, repreendeu, em 27-03-2015, a decisão do Ministério das Relações Exteriores Brasileiro de se abster na votação da ONU sobre violações de direitos humanos no Irã. Ela disse:
"Muitos defensores dos direitos humanos, no Irã, ficaram surpresos com a abstenção do Brasil e pelo silêncio do governo brasileiro sobre o assunto, especialmente quando o Irã tem centenas de prisioneiros de consciência, as minorias religiosas enfrentam perseguição, os sindicatos são reprimidos e as autoridades estão implantando leis discriminatórias contra as mulheres.
" Esperamos que Dilma Roussef, como uma mulher, preste atenção para a situação de discriminação contra as mulheres no Irã e esteja ciente de que no Irã em conformidade com as leis:
- Um homem pode ter quatro esposas,
- O testemunho de 2 mulheres é equivalente ao de 1 homem,
- E que se as mulheres insistem em ir a um estádio para ver um jogo de vôlei, como Ghoncheh Ghavami, elas são punidas com a prisão."

Brasil e Irã irão melhorar relações
Isso foi acertado durante a Assembléia Geral da ONU (fonte)

Atualizações (agosto de 2015)

Jihadistas adoram Hitler ... também aqui


Atualizações (julho de 2015)


Senado aprova nova Lei de Migração que facilita a entrada de estrangeiros no país
O texto diz: "a lei prevê concessão de visto temporário em hipóteses como realização de pesquisa, tratamento de saúde, acolhida humanitária, estudo, trabalho, PRÁTICA DE ATIVIDADE RELIGIOSAS OU SERVIÇO VOLUNTÁRIO. No caso de pesquisa, ensino ou extensão acadêmica, pelo projeto, o imigrante poderá conseguir um visto MESMO QUE NÃO POSSUA VÍNCULO EMPREGATÍCIO com a instituição de pesquisa ou de ensino brasileira - o que a atual legislação impede." Essa é uma política de fronteiras abertas e porososas. Vai ficar ainda mais fácil os islamistas penetrarem no Brasil.(fonte)

Números de Imigração e refugiados em crescimento
O Brasil entrou no clube dos recebedores de refugiados em quantidade. É de se esperar que os mesmos problemas que se existem nos países que já fazem recebem refugiados faz tempo (como Inglaterra, França, Suécia, ...) aconteçam aqui também. Até onde eu saiba o nosso governo não possui nenhum plano para aprender com as lições dos outros. (UOL)

Todo país de “infiéis” pode ser alvo do Estado Islâmico, incluindo o Brasil, afirma diplomata libanesa
O mundo todo no alvo do Estado Islâmico, inclusive o Brasil. E com o crescimento da imigração e casamentos de brasileiras com muçulmanos cresce o número de pessoas com potencial para ser radicalizado, pois apenas muçulmanos vão se juntar à jihad. (fonte)

Governo do Kuwait financia instituto islâmico em Goiânia
O Brasil está se tornando uma colônia dos países islâmicos! Este é apenas uma filial. O instituto passa por processo de expansão pelo País, com polos em sete Es­ta­dos: Pernambuco (Recife), São Paulo (São Paulo), Pará (Belém), Goiás (Goiânia), Mato Grosso (Cuiabá), Mato Grosso do Sul (Campo Grande), Bahia (Salvador) e Rio Grande do Sul (Passo Fundo).
O projeto tem como intuito formar multiplicadores do islã em pontos estratégicos do território nacional. (Note que esta notícia é do ano passado) (fonte)

MPF/SP move ação para garantir benefício a três refugiados palestinos idosos
Existe um linha fina entre assistência e assistencialismo. A Europa Ocidental já cruzou esta linha faz tempo. Será que alguém no governo brasileiro está estudando o que acontece na Europa para evitar que o mesmo ocorra no Brasil? (fonte)

O face Anti-Sionismo Brasil divulga imagem para aumentar o sentimento sionismofóbico
Agora você acha que os muçulmanos apóiam o terrorismo? Por que ao invés de colocar a bandeira de Israel, eles não colocam a do Hamas, Boko Haram, Talibã, Estado Islâmico e tantos grupos terroristas (islâmicos)?  Bem, eu fiz uma montagem com a imagem original (à esquerda) sobrepondo a bandeira da Arábia Saudita de um lado e do Estado Islâmico do outro (à direita). E alterei a página com um nome fictício: "Anti-Jihad Brasil." Qual das duas imagens te ofende? (Se você disser que é a imagem da esquerda, já sabes que vão te chamar de islamófobo ... o que nas circunstâncias atuais é um elogio). PS: Islamófobo significa "cidadão consciente."


Partido Islâmico do Brasil?
Para um partido islâmico ter sucesso em eleições no Brasil basta que exista um grande número de muçulmanos devotos, vivendo ao redor das mesquitas. Para isso é necessário que se construam mais mesquitas, com ajuda do exterior, e que se amplie a propaganda islâmica, também com ajuda do exterior. E, claro, um aumento na imigração de muçulmanos também.
De modo que apenas nos resta lutar contra o poder dos petro-dólares com aquilo que podemos: a nossa vontade e perseverança. Trabalho de formiguinha, um falando com o outro, é o mínimo que podemos fazer.

Jihad afeta 9 entre os 10 países mais violentos do mundo
Você ainda vai se defrontar com algum muçulmano que vai dizer que o Brasil é violento e que o islão e a sharia são a solução. Neste caso, mostre este mapa para ele. O mapa mostra o Índice Global da Paz, com dados de 2008 a 2015, que posiciona os países em termos de mais seguros e menos seguros. Os 10 piores países são afetados pela jihad islâmica: Síria, Iraque, Afeganistão, Sudão do Sul, República Centro Africana, Somália, Sudão, República do Congo, Paquistão e Coréia do Norte (este é a exceção) . E o nosso Brasil é tão pacífico (ou violento) que os Estados Unidos (fontefonte). De modo que, não, muito obrigado, não queremos, e nem precisamos, do islão e da sharia no Brasil. (Vídeo: https://youtu.be/watAHldDB9g)


Atualizações (junho de 2015)

Comentários sobre reportagem de Roberto Cabrini na SBT, "as esposas de Alá"
O repórter Cabrini deu uma de garoto-propaganda do islamismo. Ler o artigo neste link.

Guerra na Síria triplicou número de refugiados no Brasil
Já começaram as imigrações de refugiados de áreas de conflito para o Brasil, e se a triagem devida, que é, inclusive, exigida pela lei brasileira, não for feita, para que apenas os refugiados verdadeiramente pacíficos e tolerantes sejam aceitos, poderemos enfrentar problemas tão sérios quanto desnecessários. (fonte)

Página islâmica insinua que estupro é culpa da mulher
Existe uma analogia comum dentro da comunidade islâmica de que mulher que não se veste seguindo os padrões islâmicos é como a carne exposta em um açougue, sujeita ao ataque de moscas. Outra analogia é com um cachorro que não fica salivando de desejos incontroláveis caso ele não veja a carne exposta.  Na verdade, a solução seria vendar os olhos dos homens muçulmanos. Na verdade, os homens normais (não os recém-psicopatas) não são moscas e nem cães. A imagem abaixo vem de uma página islâmica do Brasil.


Isso acontece em Goiânia 
Investimento maciço do exterior, lucros com a certificação halal, ignorância da população para quem a informação é negada ou distorcida... lutamos contra o tempo. Vamos gritar alto! O nosso trabalho é de formiguinha contra o poder econômico e os petro-dólares sauditas. 


Atualizações (maio de 2015)

28o. Congresso internacional para os muçulmanos da América Latina e Caribe
O tema do evento foi: "O extremismo e o seu impacto nas minorias muçulmanas." Isso mesmo o que você leu: minorias muçulmanas. Eles não estão preocupados com as minorias (não muçulmanas) trucidadas pela maioria muçulmana no mundo islâmico. No Brasil eles inventam um status de vítima para com isso pleitearem benefícios. Outra coisa, este foi o vigésimo-oitavo congresso! Como dizem os jihadistas: "fiquem em suas casas para se manterem seguros." Você vendo isso vai fazer o que? Ficar calado?



Mais uma celebração do islamismo na Assembléia Legislativa de São Paulo
Será que alguém irá perguntar sobre Asia Bibi, no corredor da morte em 2010 no Paquistão por ter duvidado de Maomé ter sido um profeta de verdade? Claro que não. A tônica é que os muçulmanos são vítimas, oprimidos pelo resto do mundo.

O Brasil apenas irá se islamizar se nós ficarmos indiferentes e calados
Leia este testemunho de quem tem experiência.


Terrorismo e Omissões: problemas do Brasil e do mundo
Um bom artigo externo.

Câmara dos Deputados realizou uma audiência para discutir os massacres islâmicos contra os cristãos 
O mais surpreendente foi a escolha dos debatedores: todos muçulmanos, com a exceção do Dr. Uziel Santana, da ANAJURE, considerado por muitos como, digamos, titubiante.  É como tratar de perseguição aos judeus e convidar vários líderes nazistas para falar. É como a raposa tomar conta do galinheiro. Uma audiência para tratar de cristãos perseguidos deveria estar aberta para líderes cristãos  que representem os perseguidos e nenhum muçulmano deveria fazer parte disso.

Carta de Bispo da Igreja Ortodoxa sobre a perseguição aos cristãos e outras minorias, e implicações ao Brasil
Quem fala sobre o problema é Dom Ioannis, Bispo da Igreja Ortodoxa Autocéfala da América do Exarcado de Alexandria, situado em Santa Catarina, Brasil, e Exarca para a América Latina.
Leia o artigo neste link.

Atualizações (abril de 2015)

O problema do diálogo inter-religioso em uma foto
Esta foto mostra um dos problemas do chamado "diálogo inter-religioso com o islão." Explico. A foto foi tirada durante um encontro da " Juventude Interreligiosa do Rio de Janeiro." Qual o problema? Na verdade, seriam dois.
(1) De um ponto-de-vista estritamente científico, o que este slide afirma é um absurdo. O islão surgiu oriundo da península arábica no final do século VII depois de Cristo, e não existe evidência histórica alguma que embase qualquer afirmação contrária. A única coisa que existe em termos históricos é que, de repente, dezenas de milhares de psicopatas assassinos apareceram dizendo que quem discordasse de um livro (o Alcorão) seria morto da forma mais cruél possível.
(2) De um ponto-de-vista religioso isso é muito sério pois este slide mostra a distorção da narrativa bíblica que o islão introduziu.
Mas qual o problema? É que neste "diálogo" interreligioso não se dialoga nada, não se discute nada, apenas se aceita o que o outro diz, afinal, se for para discutir pode-se "ferir as sensibilidades muçulmanas" e "destruir o diálogo." Na prática, isso faz com que os menos educados sobre o islão político (ou seja, a maioria) comece a aceitar a narrativa, não apenas isso, a defender a narrativa islâmica dos fatos, mesmo elas sendo mais furadas que queijo suiço.

O islão sempre surrupiou dos povos conquistados o mérito do que houvesse de aproveitável no patrimônio cultural destes, como se fosse seu próprio, para, a partir daí, anular aquela cultura. Isso começou com o próprio Maomé que se apropriou de aspectos vigentes pagãos, judeus e cristãos, distorcendo-os para que parecessem como uma parte integrante e única do islão.

E ái de quem discordar da "narrativa islâmica" vivendo em algum "paraíso islâmico." (lembre-se do exemplo de Asia Bibi.


O engodo do "diágologo inter-religioso"
Igreja Batista convida promotores da poligamia, enquanto que jovens bem-intencionados se deixam levar.

 

Atualização sobre o evento da Igreja Batista: pessoas que foram até lá relatam que o evento foi propaganda islâmica pura. Inclusive, houve um caso interessante. Ao final da propaganda, digo, apresentação, perguntaram se existia alguém que desejava fazer pergunta. Uma mulher se levantou para fazer uma pergunta, no que ela foi imediatamente agarrada e jogada para fora do templo. Ou seja, não foi possível questionar nada daquilo que foi apresentado.

Deputado Wadson Ribeiro (PCdoB) leva a Câmara dos Deputados a homenagear o islão
O Facebook do Comitê pelo Estado da Palestina – Brasil divulga um AGRADECIMENTOS AOS POLÍTICOS QUE CONTRIBUEM PARA A EXPANSÃO ISLÂMICA NO BRASIL. Hum, então o Deputado Wadson Ribeiro (PCdoB) está contribuindo para a expansão islâmica no Brasil !!!
Será que vai haver alguma "chamada para a oração islâmica" dentro do Congresso Nacional?
E fica aqui a pergunta: homenagem ao islamismo na camara dos deputados. Porque? Existe homenagem à comunidade cristã, à comunidade bahai, à comunidade indú, à comunidade budista, à comunidade ahmadia, à comunidade judáica?


Deputado Federal Wadson Ribeiro (PCdoB) e a PL 979/15
O deputado está propondo um projeto-de-lei que (PL 979/15) que assegura o uso de vestimentas e paramentos religiosos em locais públicos no Brasil. Eu ainda preciso ver o teor deste PL para poder comentar sobre ele. Contudo, a reportagem do site do PCdoB liga o PL a advogada que não foi permitida de terminar uma prova para a OAB porque os fiscais pediram para ela tirar o hijab.
O mais ridículo é o que a advogada diz no final: "o hijab - véu muçulmano - não é um acessório, mas uma proteção para as mulheres." (Fonte) Me diga, o que é que um véuzinho na cabeça vai proteger? O cabelo dos raios solares? Vamos deixar claro, o hijab é uma declaração política que a muçulmana que o usa endossa a lei islâmica (Sharia)!

Alunos são levados à visita de mesquita
Fotos mostram alunos do SENAI do centro educacional SESI visitando a mesquita Abu Bakr as-Șiddīq, em São Bernardo. Que tarefa acadêmica ou curricular é esta que leva alunos de uma escola técnica até uma mesquita ou a se submeterem a um "ciclo de palestras" em uma mesquita? Eles também visitaram um templo de Candomblé, uma sinagoga, um templo budista e uma igreja católica? O mesmo acontece em um templo de Ubanda, ou hindu, ou em um templo evangélico?  O que vocês acham? E veja que as meninas têm que se fantasiar, estilo islâmico, e se vestirem como sacos.

 

Advogado investigado pela Polícia Federal
Ele se apresenta nas redes sociais como Marcelo Salahudin Bulhões (FonteFonte)

O perigo que nos ronda já é notado do exterior
Ministro do Líbano alerta para o radicalismo. "Alguns líderes das associações islâmicas libanesas estão colaborando, divulgando e pregando o ódio e o terror e que eles são simpatizantes do Estado Islâmico (EI) aqui no Brasil." Que as autoridades brasileiras acordem! (Fonte)

É interessante ouvir quem tem experiência em lidar com "muçulmanos devotos" e encontros ecumênicos
Dom Agasson, bispo copta do Brasil demonstrou sua preocupação com o futuro dos cristãos em todo mundo, em particular no Brasil. Dom Agasson ressaltou a importância dos diálogos ecumênicos embora cada dia "se torne mais difícil acreditar neles." “(...) vinte e um cristãos coptas foram mortos e outros tantos estão sendo mortos. Reunimo-nos e eles (os muçulmanos) acusam os terroristas de serem bárbaros, mas, depois vamos para casa e nada acontece. Eu não participo mais desse tipo de reunião” Disse Dom Agasson se referindo aos encontros “ecumênicos” promovidos por autoridades do Islã com lideranças cristãs cuja finalidade é mais ganhar a mídia do que promover a convivência.
No Brasil os efeitos da forte onda que deseja destruir o cristianismo em todo o mundo já se faz sentir com bastante intensidade. (Liga Cristã Mundial)

Funk com trechos do Alcorão gera briga na Justiça
Muçulmanos querem remover ‘Passinho do romano’ do YouTube, mas Tribunal favorece Google. Cantor recebeu ameaças" (O Globo). Eis um exemplo do que nos aguarda: o islamismo tentando forjar a liberdade de expressão, até que ele a controle totalmente. Um dos modos de fazer isso é através da "Jihad Jurídica", na qual as organizaçãos islâmicas tentam intimidar as pessoas com processos na justiça. É lamentável constatar que isto vem funcionando para eles na Europa, portanto não é de se estranhar que isso venha a acontecer no Brasil.



Mesquita de São Paulo abre uma ONG chamada Oásis, com o objetivo de trazer mais muçulmanos para o Brasil ... e com o apoio do governo
Ou seja, aumenta a quantidade, e eles vem direto para a rede salafista.


O Brasil na rota da imigração islâmica
Um gráfico de alguns meses atrás, mostrando as contribuições de cada país para absorver refugiados. Os paises islâmicos não os absorvem. E os refugiados cristãos continuam por lá.


Dezesseis Estados dos EUA tentam proibir a Sharia
Porque não fazer no mesmo aqui? (Fonte)

A imigração islâmica para o Brasil já começa a chamar a atenção da imprensa internacional
.... "Brasil ganhou elogios por auxiliar no pior desastre de refugiados do mundo. Ele aceitou refugiados sírios muito mais do que qualquer outro país da América Latina, de acordo com a alta comissária da ONU para os refugiados, e 6.300 vistos mais foram concedidos. Mas Oliver Stuenkel, professor de relações internacionais da Fundação Getulio Vargas, em São Paulo, diz que este apoio humanitário precisa ser colocado em contexto. No total, o Brasil ainda tem apenas cerca de 8.000 refugiados, em comparação com meio milhão na Alemanha e 200.000 em os EUA." (Fonte)
Podes crer, o nosso governo não quer ficar para trás. Vejam bem: 500 mil na Alemanha e 200 mil nos EUA!
Islamização do Brasil a partir da imigração maciça ... O Brasil do futuro é a Europa de hoje ...
O pior é que estes imigrantes estão caindo nas mãos das mesquitas, a maioria salafista, que vão fazer de tudo para mantê-los ou torná-los "devotos", impedindo eles se misturarem no caldeirão de culturas da nossa "civilização tupiniquim."

Prefeitura de Canoa cede terreno para cemitério islâmico
Enquanto isso, no mundo islâmico, continua a temporada de caça aos cristãos, judeus, budistas, hindus e ateus. (Fonte)

O Blog da Rádio CBN trás uma série de reportagens sendo escritas por César Rosati chamada "A periferia e os filhos do Islã"
Reportagens no estilo-padrão: os pobrezinhos são vítimas incompreendidas de pessoas que acham que todos os muçulmanos são terroristas, construindo uma imagem distorcida do islamismo. Na verdade, quem tenta esconder a imagem verdadeira são as reportagens. Afinal, não existe terrorismo no islão. Atos que nós chamamos de terrorismo são apenas imitação daquilo que Maomé fez. E imitar Maomé é obrigação de todo muçulmano. (Fonte)
Mostra-se também a estratégia principal de propagação: tentar ganhar adeptos juntos aos mais frágeis através da desinformação, como a feita pela reportagem.
PS. Existe uma madrassa em Embu das Artes.

Foto: César Matheus (que se arabizou e adotou o nome de Kaab Al Qadir) e Aniza Zafira (outra aculturada), na Favela Cultura Física, em Embu das Artes. César Kaab criou um grupo de hip-hop com o sugestivo nome de Jihad Brasil.

Atualizações (março de 2015)

Organização da Cooperação Islâmica e os seus tentáculos no Brasil
Existe uma atividade conhecida como "Mini Nações Unidas" que é algo muito interessante. Mas, no Brasil, a Organização da Cooperação Islâmica está se metendo nesta atividade, e isso é problemático, pois a OIC deseja a aplicação da Sharia a nível global.


Estudante muçulmana é interrompida durante Exame de Ordem dos Advogados e é reprovada por se recusar a tirar o véu
Isso aconteceu em São Paulo. As muçulmanas deveriam mostrar a sua tolerância e vontade de fazerem parte da sociedade brasileira e não usarem véu. Essa seria a maior prova de integração, ao invés de fazerem uma declaração política ao desejarem ser diferentes. Além do mais, usar o véu é gritar ao mundo que ela concorda com a lei islâmica, e como ela regula as mulheres. Como advogada, esta muçulmana deveria ser contra a Sharia. Como ela pode defender dois sistemas jurídicos totalmente contrários? A sharia é totalmente oposta à Constituição do Brasil. (Fonte)

Atualizações (fevereiro de 2015)
Jesuítas promovem o islamismo no Rio de Janeiro (?)
Leia o artigo no link.

Sociedade Beneficente Muçulmana do RJ promove poligamia
Leia o artigo no link.

Turquia planeja construir duas mesquitas em Cuba
Isto é uma consequência do restabelecimento das relações entre Cuba e os EUA. O Obama está pressionando Cuba para que o seu amigo, Erdogan, possa "provar" que as Américas foram descobertas por muçulmanos. O risco disso é que Cuba é um modelo para a "esquerda revolucionária" que governa o Brasil. (ABC)

Islâmicos penetrando nas esferas públicas
Em termos relativos, o número de muçulmanos no Brasil é muito pequeno, porém aumentando devido a imigração crescente. Mesmo assim, as associações islâmicas são super atuantes devido a injeção de financiamento que elas recebem do exterior. Elas visam as universidades (onde já existem professores pró-Jihad) e o contato com as autoridades aos tres níveis de poder.
Aos poucos, eles vao penetrando no sistema, até poderem começar a exigir tratamento especial, depois a Sharia para as suas comunidades, mais tarde, a Sharia como base da legislação.
Dia do Islã. Este é um projeto de lei criado pelo deputado Protógenes. Nos países islâmicos tem o dia do cristão, do judeu ou do ateu? Precisamos ter uma LEI DA RECIPROCIDADE. A capa desta revista é de 2013!


Simpatizantes da Jihad e do Estado Islâmico no Brasil
Enquanto o mundo está atônito e chocado com a execução bárbara do piloto jordaniano, os jihadistas festejam, inclusive no Brasil.


Paraná recebe nova onde de imigração de muçulmanos
Grupo integra onda de imigrantes que tem alterado a cara de cidades do interior e levado a construção de 9 mesquitas e casas de oração (Folha). Quem financia estas construções? Quem financia os clérigos e imãs? Qual o nível de radicalização que ocorre? 

Líderes muçulmanos planejam lançar rede de TV e rádio para crescerem no Brasil
"os líderes muçulmanos no Brasil têm planos de expandir a religião no país e conquistar novos seguidores, incluindo a criação de uma revista e um canal de televisão.
Os planos fazem parte de um projeto de consolidação do islamismo em todas as regiões do mundo, e como o Brasil recebe muitos refugiados de países em áreas de conflito, como a Síria por exemplo, o crescimento do número de seguidores de Maomé é significativo."  (Fonte)

Hamas (Embaixada da Palestina) se instala no coração de Brasília
“O local [da "embaixada"] estratégico. Fica em uma rua de serviço que dá acesso aos alojamentos da guarda da Presidência e do batalhão de Polícia Militar, além de acesso à via expressa que liga ao Eixo Monumental e ao Palácio da Alvorada. A pista ainda liga a via N2 às entradas de serviço dos Ministérios, do Senado e do Palácio do Planalto. E do outro lado da rua, em frente ao complexo palestino, fica a estação elétrica de toda a esplanada dos Ministérios, do Congresso Nacional, do STF e da Presidência da República.” Terroristas poderiam, na prática, apagar o Planalto! (veja)



Atualizações (janeiro de 2015)
Curso sobre o "Mundo Islâmico" ministrado no Itamaraty
Leia o artigo no link.

Muçulmanos continuam assediando as mulheres brasileiras
Um vídeo do Jornal da Cultura que apenas corrobora sobre o assédio dos muçulmanos internacionais sobre as brasileiras, algo discutido em http://infielatento.blogspot.ca/2014/01/mulheres-enganadas-via-internet.html. O vídeo é correto ao afirmar que as mulheres muçulmanas só podem se casar com muçulmanos, mas o homem muçulmano pode se casar com qualquer uma. Mas como os filhos são muçulmanos, o estrago é permanente. Isso faz parte da Jihad Demográfica.


Número recorde de muçulmanos vive no Brasil
Governo petista tem facilitado movimento. Este texto está escrito de modo muito ponderado. A questão não é necessariamente sobre um "número recorde" de muçulmanos. A questão é sob que influência eles estão sendo expostos (wahabismo, salafismo, irmandade muçulmana)? Eles querem perverter a ordem constitucional e implantar a Sharia no Brasil? Eles estão se organizando em grupos fechados e guetos? Quem está financiando a construção de mesquitas e massalas no Brasil? E quem as mantém? A coisa é séria. (noticias.gospelprime).

Brasil bate recorde na concessão de refúgio a estrangeiros
Esses são os números de 2014: 2.320 refugiados. Sírios e angolanos são os que mais pediram refúgio no país. "Um expressivo número de estrangeiros que apresentou solicitação de refúgio nesse período era de religião muçulmanos." O número é três vezes maior que 2013 (651) e onze vezes maior que 2012 (199)! Leia mais neste link do Ministério da Justiça: http://bit.ly/17EdhXg. O Brasil está cometendo o mesmo erro da Europa!!! Esses são os refugiados. E os imigrantes?


CNN MOSTRA ADEPTO DO ISIS E DO TERROR NO BRASIL
Uma reportagem desta semana, apresentada pelo canal CNN, foi intitulada como “Qual foi o sentimento geral da comunidade muçulmana no Brasil depois dos acontecimentos violentos de Paris?” Inesperadamente, um fiel usando uma camiseta do ISIS debaixo da camisa, levanta e interpela o Imã pacifista, em árabe, dizendo que “o terrorismo é obrigatório no Islã, e que as decapitações dos inimigos de Allah devem continuar.”  O público na Mesquita da LUZ, situada no Rio de Janeiro, assistiu estarrecido quando o fiel disse, perante as câmeras, que não tinha medo de identificar-se. P.S.: A Mesquita da Luz (Masjid El Nur) situa-se na Rua Gonzaga Bastos 77 - Tijuca, perto da esquina desta rua com a Rua Barão de Mesquita.Segue vídeo: https://www.facebook.com/video.php?v=851994118177599

Hezbollah lança site no Facebook tendo como alvo público do Brasil 
O restante da América Latina também está incluido (ibrabo).

 

Argentina (com implicações para o Brasil): Hezbollah e assassinato de Alberto Nisman
O Promotor que investigava a conexão iraniana no atentado ao no centro judaico da AMIA, em Buenos Aires, em 1994, Alberto Nisman, apareceu morto horas antes horas antes de apresentar no Congresso argentino detalhes sobre a acusação contra a presidente Cristina Kirchner de manobra para encobrir os supostos autores. (globo.com)
Coincidência? Suicídio? Assassinato político? Espero que o que ele iria apresentar não seja igualmente morto.

Revista "Super Interessante" faz propaganda enganosa!
Super-Interessante de Fevereiro (não dá para acreditar nisso) pratica TAQUIA (a mentira sagrada do islamismo). A capa diz que Maomé "fundou uma nação baseada em direitos trabalhistas e livre mercado. Tinha uma esposa que ganhava mais que ele e emancipou as mulheres."
A verdade:
- O modelo econômico de Maomé era baseado na pilhagem das tribos vizinhas; 25% da pilhagem tornava-se  propriedade de Maomé.
- Maomé apenas tolerava quem fazia o que ele queria.
- Maomé deu o “Golpe do Baú ao se casar com a viúva de um mercador, Kadija, ela tinha 40 anos, e ele 25 (isso foi antes dele inventar o islamismo).
- “Emancipou as mulheres” ao torná-las propriedade do homem, e ao regulamentar a escravidão sexual.

Atualizações (dezembro de 2014)



CARTA ABERTA AOS BISPOS E À IGREJA NO BRASIL
http://infielatento.blogspot.ca/2014/12/carta-aberta-aos-bispos-e-igreja-no-Brasil.html

Autoridades cristãs brasileiras dão credibilidade ao islão, traindo ao Brasil e a Igreja
http://infielatento.blogspot.ca/2014/12/autoridades-cristas-dao-credibilidade-ao-islao.html

PSTU e a aliança profana entre a Esquerda Burra e o islão
http://infielatento.blogspot.ca/2014/12/pstu-e-alianca-profana-entre-esquerda-e-islao.html


Goiânia: veja que estão acontecendo com as nossas meninas
Segundo comentário oriundo de lá ... "estamos invadidos por eles e estão chamando Jesus de bode maculado antes do sacrifício e que o sacrifício tinha que ser comido ao terceiro dia."
Ué, mas não é uma religião irmã? Não é tolerante? E Jesus não é respeitado?

Prefeitura de São Paulo passa a pagar Bolsa Família para extrangeiros 
Pela primeira vez no Brasil, estrangeiros poderão receber o Bolsa Família. A partir da semana que vem, imigrantes que vivem na capital paulista serão inscritos no Cadastro Único do governo federal, que dá acesso ao benefício.
A medida permitirá que entre 15 mil e 50 mil haitianos, africanos, bolivianos e demais pessoas de outras nacionalidades que vivem em extrema pobreza recebam pelo menos R$ 77 mensais. A medida foi possível graças a um entendimento do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) sobre o Estatuto do Estrangeiro, de que imigrantes têm os mesmos direitos previstos para brasileiros nas leis e na Constituição.
http://oglobo.globo.com/brasil/prefeitura-de-sao-paulo-inclui-estrangeiros-no-programa-bolsa-familia-14733605

Eis o que prevê a escatologia islâmica, retirado de site islâmico no Brasil

Ex-detentos de Guantánamo recebem alta e são libertados no Uruguai 
" Ministro de Defesa do país, Eleuterio Fernández Huidobro disse que os ex-prisioneiros serão "totalmente livres", e que o futuro presidente, Tabaré Vázquez, garantiu que "receberão o mesmo tratamento que qualquer imigrante". Para evitar possíveis situações de embaraço, o sexteto contarão com escolta pessoal no início de seu convívio com a população local. " (O Globo)
A responsabilidade de um governo é proteger os cidadãos do país que governa.

Atualizações (novembro de 2014)

Ministério de Justiça apresenta nova lei de migrações
Segundo reportagem de O GLOBO. Esta matéria vem de encontro ao nosso artigo Islamização do Brasil através da imigração, dos refugiados e da falência dacidadania.

Prefeitura de São Paulo promove evento que descaracteriza o conflito na Palestina
E se faz de plataforma para a Irmandade Muçulmana.

Emirados Árabes Unidos financia a islamização do Brasil
A islamização acontece a nível global devido ao gigantesco poder econômico e financeiro que os páises do Golfo possuem com os petro-dólares. O Brasil não está imune a este ataque. Só que o nosso governo não possui nenhum mecanismo que impeça este ataque. O que é pior, talvez até goste de ver isso acontecer. Leia o artigo neste link.

Prefeito de Guarulhos legitimiza a penetração islâmica no seu município

Cardeal de São Paulo e Rabino paulista caem no engodo do diálogo inter-religioso
E como tal, tornam-se promotores do islamismo e traidores dos seus rebanhos. Leiam o artigo no link.

Muçulmanos brasileiros discutem na internet criação de um partido islâmico
Pegando carona em um artigo escrito por terceiros. Ressalto alguns trechos da "plataforma":
(a) O Partido Islâmico deseja "apresentar uma alternativa concreta ao povo brasileiro, a qual não é capitalista, nem comunista, não é liberal nem socialista, mas é única e exclusivamente islâmica” ou seja SHARIA.
(b) O Partido Islâmico antevê enfrentar uma grande oposição porque “o Islã propõe uma total inversão da maioria dos valores cultuados pela sociedade brasileira."
(c) O Partido Islâmico irá proibir o álcool e controlar o sistema bancário.
(d) O Partido Islâmico é contra "propostas defendidas por socialistas, capitalistas, fascistas, comunistas e outros istas.” E diz ainda que "O futuro e a libertação da barbárie passam, inequivocamente, pelo islã."
Libertação da barbárie? Talvez depois que todos estejam mortos. Mas nem aí, porque eles vão continuar se matando para decidir quem representa melhor a "religião da paz."

Dia 12 de maio, Dia do Islamismo
Algo que poucos sabem, que em 2010, a Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo instituiu esta data para se "resgatar a verdadeira imagem do povo árabe, por sua contribuição na formação da cultura brasileiro e para diminuir o preconceito que pesa sobre o islamismo, frequentemente associado à violência" (Lei 13.762, de autoria da deputada muçulmana Haifa Madi, PDT). "Diminuir o preconceito." Entenderam o truque? Isso aí é a aplicação da Lei dos Números: enquanto em minoria, nós somos da "religião da paz." 

É bom lembrar também que os árabes que vieram para o Brasil eram cristãos, na maioria maronitas. É a eles que devemos a contribuição árabe na nossa cultura. A imigração muçulmana é algo muito recente. De modo que, se fosse por este motivo, a data deveria ser chamada de dia da contribuição árabe, deste modo algo mais ligado à etnia do que a religião. 

Pergunta: em que data se comemora o Dia do Cristianismo, ou o Dia do Judaísmo, ou o Dia do Hinduísmo, ou o Dia do Budismo, ... você entendeu, não é? 

PS. Na verdade, no Brasil, existe o Dia do Buda, que cai em todo o segundo domingo do mês de maio (no Dia das Mães), o que, curiosamente pode fazer coincidir o Dia do Islamismo com o Dia do Buda, algo tremendamente irônico. 


Mesquita na Universidade Federal do Espírito Santo
Sala de oração apenas para os muçulmanos. A islamização acontece deste jeito, uma conceção por vez. Leia mais no link

Atualizações (outubro de 2014)


Ganeses ocupam 80% da mesquita Palestina de Crisciúma
Notícia no Engleplus comenta sobre o aumento dos muçulmanos na cidade de Crisciuma como consequência da migração de centenas de ganeses nas últimas semanas. Conforme o líder da Mesquita, Sheikh Adil Ali Pechliye, o espaço está pequeno para receber todos os seguidores da religião. Para Pechliye, a chegada dos estrangeiros foi algo positivo, pois reforçou a religião na região. Antes dos ganeses chegarem, a mesquita tinha pouco mais e 10 frequentadores, Hoje está acima de 300. Os ganeses moram em casas próximas, normalmente vivendo com 7 a 10 pessoas no mesmo ambiente. O que acontece acontece na Europa em situações como essa é que eles vão querer praticar a Sharia e intimidar os moradores em torno da mesquita para se converterem ao islão ou se mudarem, de modo a que mais muçulmanos possam morar perto da mesquita.
“Em cada encontro, percebo que a mesquita está mais cheia. Isso fortaleceu a religião e me deixou feliz”, salienta o Xeique Pechliye. O ganês Abass Aniadu, que chegou há um mês em Criciúma, ainda não encontrou emprego, mas está feliz por ter encontrado sua religião.

Candidata a deputado federal muçulmana obtém 780 votos
Se candidatar a cargo eletivo é um direito do cidadão. A candidata muçulmana Neide Tameirão, do PT-SP, terminou em 710o lugar, um percentual de 0,01% dos votos paulistas. (Fonte)

Atualizações (setembro de 2014)

Projeto para uma mega mesquita em Porto Alegre e a estratégia para a islamização do Brasil

Em breve, mesquita e um centro de "cultura islâmica" em Canoas, Rio Grande do Sul
Leia o artigo no link.

Ameaça feita através de um vídeo caseiro
Este vídeo foi enviado para os administradores da página Islã sem Máscara. É um vídeo caseiro, pelo sotaque feito por um Boliviano. O cara parece retardado, mas vocês tirem as suas conclusões.
         O interessante é que bem recentemente eu compartilhei um artigo que discute sobre o risco da Bolívia se tornar um novo Afeganistão: "Bolívia, o próximo Afeganistão?" publicado em DefesaNet.

video


Atualizações (agosto de 2014)


Islamização acontece aos poucos. Um exemplo em São Bernardo do Campo

Leia o artigo todo no link.

Atenção: Tática de Intimidação dos Jihadistas no Brasil

Propaganda islâmica no Metrô de São Paulo
Leia o artigo todo neste link 

Atualizações (julho de 2014)


Reportagem do Fantástico fala do tratamento da mulher sob o islão. Muçulmanos brasileiros respondem com "taquia"

Al Qaeda no Brasil


Atualizações (junho de 2014)

Qual a diferença entre radicais e moderados? 
A diferença entre radicais e moderados é que enquanto os radicais pegam em armas e agem com violência, os moderados apoiam calados, dão dinheiro, ou agem com mais paciência. Mas o objetivo é o mesmo: implementar a Sharia no mundo.


As vítimas da Jihad no Brasil
O retrato dos jovens que foram assassinados pelo jihadista de Realengo.


Um artigo de Reinaldo Azevedo, da Veja, sobre a doutrinação de brasileiros pelo Irã
Apesar de ter sido escrito em 2011, o artigo ainda é atual. Leia-o clicando neste link.

Um artigo interessante e preocupante, sobre o aumento da imigração sem controle no Brasil
Aviso: a Europa Ocidental e os EUA abriram as portas e os resultados são visíveis (Mujahdin Cucaracha). 

Distribuição de exemplares do Alcorão durante a Copa do Mundo no Brasil ... a propagação do islão no Brasil tem apoio internacional
Leia o artigo clicando aqui.

EXTRA EXTRA ... Dilma convida o "Papa do Islão" para fazer discurso na abertura da Copa do Mundo

Leia o artigo clicando aqui.

Cartazes surgindo em manifestações ... um bom sinal ... um bom começo
Leia o artigo clicando aqui.

Atualizações (maio de 2014)


Imposição do ensino obrigatório do islamismo no Brasil
Leia o artigo clicando aqui.

Mais uma tentativa de obrigar o ensino do islamismo nas escolas, desta vez no Rio de Janeiro
Leia o artigo clicando aqui.

Um breve relato sobre a audiência pública sobre ensino de religião na ALERJ
Leia o artigo clicando aqui.


Primeiras entradas

O islão no Brasil tem os negros como alvo
Um video de 2010 da France 24, um canal internacional de notícias, sobre o crescimento do islamismo nas favelas de São Paulo. Veja o vídeo aqui.
Brasileiros recebendo treinamento no exterior
Em julho de 2011, a Folha de São Paulo fez uma reportagem sobre um brasileiro convertido ao islã xíita, que estava fazendo treinamento no Irã, tudo subsidiado pelo governo iraniano [Aprendiz de Aiatolá, Folha/UOL, julho de 2011].
Pode-se pensar que isso não é nada de mais, afinal, existem padres brasileiros que estudam no Vaticano, não é mesmo? O problema é a ideologia que o aprendiz de aiatolá quer trazer para o Brasil. Ele é claro, e inclusive afirma ser preciso apedrejamento no Brasil. Vários brasileiros têm seguido o mesmo caminho. [Brasileiro convertido ao islã afirma ser preciso mais apedrejamento, Paulo Lopes, julho de 2011]
Um Estado Islâmico no Brasil
Veja esta discussão sobre a criação de um estado islâmico no Brasil, ainda que seja um estado dentro do Estado [Blog “Rafiq responde ao Islam”, março de 2012].
Partido Islâmico Brasileiro
Você já ouviu falar no Partido Islâmico Brasileiro? Veja a sua plataforma aqui [Partido Islâmico Brasileiro, Sociedade Islâmica do Maranhão, maio de 2011].
Táticas para demarcação de território
Leia aqui uma discussão sobre os três meios pelos quais o islã demarca o seu território nos países ocidentais: imigração, conversão e natalidade [35]. Este trecho é parte de um livro escrito por Magno Paganelli, intitulado "Islamismo e Apocalipse", Arte Editorial, 2012.

Resistência Islâmica do BrasilSociedade Islâmica do Maranhão (link)


Resistência Islâmica do Brasil justifica o uso do terrorismo, blog De Olho na Jihad, abril de 2011
A Resistência Islâmica do Brasil, blog Rafik Responde ao Islam, abril de 2011


O assassino de Realengo
Leia o artigo clicando aqui.